Paysandu volta a derrotar Manaus e avança à terceira final seguida da Copa Verde
Foto: Emanuel Mendes Siqueira/Manaus FC

Paysandu volta a derrotar Manaus e avança à terceira final seguida da Copa Verde

Papão sofre, mas repete placar conquistado na ida e despacha Gavião da competição, seguindo vivo rumo ao bicampeonato

reportermateus
Mateus Schuler

Apesar de equilíbrio do início ao fim, o Paysandu garantiu classificação à decisão da Copa Verde 2018 na noite desta quarta-feira (11). O duelo foi disputado na Arena da Amazônia, contra o Manaus, e o Papão teve mais eficácia nas finalizações, vencendo por 2 a 1 com gols assinalados por Cassiano e Magno pela volta da semifinal; Rossini descontou.

A vitória leva o bicolor à terceira final consecutiva, esperando definição de Atlético-ES e Luverdense para saber o adversário. Os times duelam nessa quinta-feira (12) às 21h15, em Itapemirim, na volta. A vantagem é dos capixabas, pois levaram a melhor no confronto de ida por 1 a 0, o que os faz jogar por um empate.

Os amazonenses estreiam na Série D no dia 21 de abril, ao visitarem o Baré, em Boa Vista-RR, às 17h30 (Brasília) no estádio Roberto Marinho. Já os paraenses fazem a primeira partida na Série B nesse sábado (14), às 21h, contra a Ponte Preta no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas para iniciar com pé direito.

Bastante equilibrada, primeira etapa termina igualada (Foto: Emanuel Siqueira Mendes/Manaus FC)
Bastante equilibrada, primeira etapa termina igualada na Arena (Foto: Emanuel Siqueira Mendes/Manaus FC)

Como apenas a vitória interessava, o Manaus começou indo para cima do Paysandu, mas não conseguiu desenvolver criatividade suficiente e pouco agrediu. Buscando tirar proveito dos erros do adversário, o time bicolor mostrou eficiência na finalização e saiu em vantagem. Matheus Müller bateu de fora da área, Cassiano desviou com perfeição e a bola morreu no ângulo.

O Gavião, no entanto, não abdicou de atacar mesmo atrás no placar e conseguiu chegar ao empate aproveitando um descuido defensivo do Papão. Após bom cruzamento na pequena área, Diego Ivo não afastou e Matheus Silva furou o cabeceio, com a sobra caindo no pé de Rossini. O atacante dominou e chutou forte, sem dar qualquer possibilidade de defesa a Renan Rocha.

Na etapa final, os times voltaram sem mudanças, mas o time indo mais ao setor ofensivo, pois precisavam da vitória para avançar à decisão de maneira inédita. Apesar de pressionarem do início ao fim, o bicolor foi mais cauteloso ao ter a posse e consolidou o triunfo. Magno arrancou em velocidade e, na saída do goleiro, mandou ao fundo da rede.

VAVEL Logo

Paysandu Notícias

há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 3 meses
há 3 meses
há 3 meses
há 3 meses
há 3 meses
há 3 meses
há 4 meses