Guia VAVEL do Brasileirão 2018: Internacional

Gigante brasileiro retorna à elite do futebol nacional e brigará pelo título

Guia VAVEL do Brasileirão 2018: Internacional
Arte: Rodrigo Rodrigues/VAVEL

A temporada do Sport Club Internacional será de reconstrução, após retorno à Série A do Campeonato Brasileiro. O clube espera fazer uma boa campanha para permanecer na elite do futebol brasileiro. Para isso, o Inter se reforçou no início de temporada e segue de olho no mercado. Odair Hellmann foi a aposta de direção para o comando técnico em 2018. O Colorado ainda conta com a força do Beira-Rio e com a liderança de D'Alessandro.

Início de temporada

O Internacional vive um momento diferente. O clube de Porto Alegre está voltado para a elite do futebol nacional em 2018 após uma temporada na Série B. O Colorado usou o Campeonato Gaúcho para testar tudo que podia no time e chegar afinado no Brasileirão. Odair Hellmann chegou a levar o time até a liderança do Gauchão, mas o colorado acabou garantindo a classificação na terceira colocação. O Inter acabou sendo eliminado pelo Grêmio, campeão da competição, nas quartas de final.

Patrick é um dos destaques do Inter nesse início de temporada (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
Patrick é um dos destaques do Inter nesse início de temporada (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Além do Gauchão, o Inter também teve compromissos pela Copa do Brasil neste começo de 2018. O Colorado disputou quatro jogos pela competição nacional. Foram três vitórias e um empate. O Inter está na quarta fase da competição. De maneira geral, o Inter vem fazendo um bom início de temporada, mas apresentou alguns problemas durante as partidas.

Contratações

Voltando para a elite do futebol nacional, o Inter precisou ir atrás de reforços para a temporada. Antes de ir ao mercado, o Internacional perdeu alguns jogadores, que saíram por empréstimo, término de contrato ou foram negociados. Ao todo foram 14 baixas. O Colorado buscou a contratação de 10 atletas para a temporada, entre empréstimos e compras. Fabiano (lateral-direto ex-palmeira), Rithely (volante ex-Sport), Rodrigo Moledo (zagueiro ex-Panathinaikos), Wellington Silva (meia-atacante ex-Fluminense), Patrick (volante ex-Sport), Dudu (lateral-direito ex-Figueirense), Gabriel Dias (volante ex-Paraná), Ruan (lateral-direito ex-Boa Esporte) e Roger (ex-Botafogo).

(Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
(Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Há algum  tempo o Internacional vive com problemas na lateral-direita. Inicialmente o Inter buscou Dudu e Ruan, mas os jogadores não deram a resposta esperada. Por isso a direção colorada foi buscar Fabiano, que estava encostado no Palmeiras. Contratado com o status de volante, Patrick foi quem deu a melhor resposta até aqui. O camisa 88 já caiu nas graças da torcida, formando um bom tripé no meio de campo Colorado ao lado de Edenílson e D'Alessandro.

Outro jogador contratado pelo Internacional foi a jovem promessa argentina Martín Sarrafiore. A contratação do meia-atacante pelo clube gaúcho foi polêmica, pois o Huracán-ARG, time que tinha os direitos econômicos do atleta de 20 anos, acusou o Inter de assédio. Sarrafiore não renovou seu contrato com o clube argentino e chegará sem custos no Beira-Rio. Martín Sarrafiore deve desembarcar em Porto Alegre na metade do ano, pois tem contrato com o Huracán até dia 1º de julho.

Campanha em 2017

Colorado fez o simples em 2017 e conseguiu retornar à Série A (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
Colorado fez o simples em 2017 e conseguiu retornar à Série A (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Além de disputar a Série B em 2017, o Internacional ainda perdeu o título do Campeonato Gaúcho para o Novo Hamburgo, no primeiro semestre. O Inter buscou na Copa do Brasil uma alternativa para se manter nos holofotes da grande mídia. O clube conseguiu chegar até a quarta fase da competição, quando foi eliminado pelo Palmeiras. Antes disso, o Colorada já havia deixado o Corinthians para trás. O Inter encontrou dificuldades na Série B e garantiu sua volta à elite somente a três rodadas do fim, na segunda colocação.

O que esperar?

(Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
(Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Não muito. O principal objetivo do Internacional é se manter na Série A em 2018. O discurso no clube é de buscar uma vaga em uma competição internacional em 2019. O Colorado também busca chegar o mais longe possível em uma competição nacional em 2018, já que não conquista um título nacional há 26 anos. O último foi a Copa do Brasil de 1992, contra o Fluminense.

Destaque

Capitão Colorado continua sendo o destaque do time após nove temporadas (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
Capitão Colorado continua sendo o destaque do time após nove temporadas (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Andrés Nicolás D'Alessandro, sempre ele. em sua nona temporada pelo Inter, D'Alessandro ainda é a esperança da torcida Colorada. O camisa 10 foi peça fundamental na campanha do Inter na Série B em 2017. D'Ale não participou da campanha do rebaixamento colorado em 2016. Aos 36 anos, D'Alessandro segue voando e tem muita experiência e sabe conduzir bem o ritmo de jogo, seja passando motivação para seus companheiros, provocando o adversário e até conversando com a arbitragem. O meia é um clássico camisa 10.

Escalação

Fique de olho

Iago deu conta da lateral-esquerda durante o Gauchão (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
Iago deu conta da lateral-esquerda durante o Gauchão (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

O jovem lateral-esquerdo, de 21 anos, assumiu a titularidade após lesão de Uendel, na primeira rodada do Campeonato Gaúcho. Iago consegue cumprir bem as funções defensivas e chega com facilidade ao ataque, sendo peça importante no esquema de Odair. O atleta tem 20 jogos com a camisa colorada e já balançou as redes duas vezes. Já recuperado de lesão, Uendel deve abrir o olho, pois Iago quer seguir na titularidade da equipe.

Treinador

Odair Hellmann (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)
Odair Hellmann (Foto: Ricardo Duarte / SC Internacional)

Após terminar 2017 como interino, Odair Hellmann foi promovido a técnico do Internacional em 2018. O treinador é um grande estudioso de táticas e já testou muita coisa neste inicio de temporada. Com Patrick ao lado de Edenílson pelo meio e D'Alessandro e Rossi abertos nas extremas, Odair deve apostar no esquema 4-1-4-1. William Pottker deve retornar ao time, com isso Rossi vai para o banco. O grupo de jogadores do Inter gosta das ideias do treinador.

José Pinheiro Borda, o Beira-Rio

Beira-Rio foi reformado em 2014, se tornando um dos estádios mais modernos do mundo (Foto: divulgação / SC Internacional)
Beira-Rio foi reformado em 2014, se tornando um dos estádios mais modernos do mundo (Foto: divulgação / SC Internacional)

A casa colorada foi erguida onde antes existia um rio, daí o nome. O Beira-Rio fui inaugurado em 6 de abril de 1969. O Inter venceu o Benfica-POR por 2 a 1 no jogo de inauguração. Claudiomiro, ex-atacante Colorado marcou o primeiro gol do estádio. Muita coisa mudou nesses 49 anos de vida do estádio.

Após a reforma para a Copa do Mundo de 2014, o Beira-Rio se tornou um dos estádios mais modernos do mundo. D'Alessandro, de falta contra o Peñarol-URU, marcou o primeiro gol do Beira-Rio após a reforma. O estádio que já recebeu 106.554 torcedores em uma partida entre a Seleção Gaúcha e Seleção Brasileira, em 1972, hoje comporta até 50.128 torcedores por jogo. O Inter espera fazer de sua casa um verdadeiro caldeirão em 2018.