Vila Nova marca na reta final e derrota Avaí na arrancada da Série B

Mateus Anderson marcou aos 37 do segundo tempo o gol da vitória na primeira rodada da Segundona; Leão teve mudanças por conta de compromisso da Copa do Brasil e acabou derrotado

Vila Nova marca na reta final e derrota Avaí na arrancada da Série B
Foto: André Costa/Vila Nova FC
Vila Nova
1 0
Avaí
Vila Nova: Mateus Pasinato; Maguinho, Wesley Matos, Diego Giaretta, Gastón Filgueira; Geovane, Wellington Reis (Moacir, min. 42/2ºt); Mateus Anderson, Elias (Vinícius Leite, min. 24/2ºt), Reis; Keké (Lincom, min. 14/2ºt). Técnico: Hemerson Maria
Avaí: Aranha; Guga, Alemão, Betão, Capa; Luan, Judson (Rômulo, min. 32/2ºt); Lourenço, Pedro Castro, Maurinho (Renato, min. 26/1ºt); Rodrigão (Getúlio, min. 13/2ºt). Técnico: Claudinei Oliveira
Placar: 1-0, min. 37/2ºt, Mateus Anderson
ÁRBITRO: Antonio Dib Moraes de Sousa, auxiliado por Rogério De Oliveira Braga e Thyago Costa Leitão, todos do PI. Amarelos: Wellington Reis, Geovane, Wesley Matos, Gastón Filgueira (VNO); Judson (AVA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 1ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, GO

Na estreia da Série B, o Vila Nova marcou na reta final e venceu uma equilibrada partida diante do Avaí, por 1 a 0. O Leão mexeu no time pensando na partida de volta da Copa do Brasil, e acabou sofrendo aos 37 do segundo tempo o gol que decretou o placar no Serra Dourada. Mateus Anderson foi o autor do gol.

O primeiro tempo teve o Vila Nova com mais domínio territorial - 61% de posse de bola - e finalizações (cinco a dois), e com o Avaí, com algumas mudanças por conta da Copa do Brasil, tentando apostar em contra-ataques, jogadas de velocidade e bolas parada para buscar seu gol. A primeira chance foi do Tigre aos seis. Maguinho chegou até a linha de fundo, cruzou para trás e Elias finalizou em cima do próprio companheiro. No rebote, Filgueira bateu de primeira em um sem-pulo, e acertou na rede pelo lado de fora.

A resposta do Avaí veios aos 11. Em lançamento de Capa para a área, Wesley Matos furou e Rodrigão saiu na cara do goleiro, mas tocou fraco na bola e Mateus Pasinato saiu do gol para abafar e segurar. As duas equipes chegaram a criar boas chances em bolas trabalhadas, mas erraram no último passe e não concretizaram com finalizações.

Aos 29, na cobrança de lateral de Guga para a área, Wellington Reis desviou contra o próprio patrimônio e Pasinato voou no ângulo para evitar o gol contra. Na reta final da primeira etapa, o Vila Nova passou a ter uma presença ainda maior no ataque e conseguiu boas chances para sair na frente. Aos 33, Elias recebeu de Maguinho, tocou para trás e Mateus Anderson apareceu sozinho dentro da área, mas bateu em cima de Aranha, que segurou firme. Sete minutos depois, depois de cruzamento de Gastón, Alemão afastou para frente e Elias bateu de primeira no rebote, porém a bola explodiu na trave e foi para fora.

Nos acréscimos, aproveitando erro na saída de bola de Maguinho, Rodrigão abriu na esquerda, Luan avançou e chutou forte da entrada da área, mas mandou por cima a última chance do primeiro tempo no Serra Dourada.

O Avaí voltou para o segundo tempo com uma postura mais ofensiva e, além de evitar grandes chances do Vila, chegou com perigo contra o gol alvirrubro. Aos 12, Renato fez jogada individual na intermediária, trouxe da direita para a canhota e arriscou de fora, mas Pasinato segurou firme no canto direito. Dois minutos depois, após cruzamento de Pedro Castro, a zaga afastou para frente, Judson ajeitou e Lourenço bateu de primeira, carimbando o travessão do Vila.

Depois desse começo um pouco mais presente do Leão no campo de ataque, o Vila passou novamente a ter mais posse de bola e voltou a assustar. Aos 19, Reis avançou pela esquerda, ganhou de dois marcadores e soltou para Lincom, que bateu cruzado e parou em boa defesa de Aranha.

Alguns cruzamentos para a área do Vila Nova levaram perigo, mas faltava a finalização para o time mandante. Vendo a perspectiva de buscar a vitória, o técnico do Avaí, Claudinei Oliveira, trocou o volante Judson pelo atacante Rômulo. Mas o tiro saiu pela culatra. Aos 36, após cruzamento da esquerda, Rômulo afastou mal e Mateus Anderson bateu de primeira, no canto esquerdo de Aranha, e abriu o placar no Serra.

Com a vantagem, o Vila Nova passou a se defender e o Avaí a pressionar, mas com pouca efetividade. Aos 43, Pedro Castro recebeu na intermediária, arriscou chute no canto e Pasinato foi no canto para fazer boa defesa. Apesar das tentativas dos catarinenses, o time falhou na tomada de decisão e viu os mandantes comemorarem a vitória após o apito final em Goiânia.

Os dois times voltam a campo pela Série B no próximo sábado (21), às 16h30. O Vila Nova visita o CRB, enquanto o Avaí volta à Ressacada para enfrentar o Brasil de Pelotas. Antes, na quarta-feira (18), às 19h30, o time catarinense joga novamente no Serra Dourada: dessa vez enfrenta o Goiás, em jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Na ida, empate por 2 a 2 em Florianópolis.