Novo camisa 18 do São Paulo, Everton elogia clube e valoriza chance: "Emoção grande"
(Foto: Érico Leonan/Saopaulofc.net)

Novo camisa 18 do São Paulo, Everton elogia clube e valoriza chance: "Emoção grande"

Meia falou sobre Flamengo, pressão de vestir camisa Tricolor e comentou sobre possibilidade de atuar com Nenê; jogador ainda não estreia nesta quinta-feira (19)

yannrodrigues
Yann Rodrigues

Acabou a espera! O meia-atacante Everton foi apresentado pelo São Paulo na tarde desta quarta-feira (18), no CT da Barra Funda, ao lado do presidente Leco e do diretor de futebol Raí. O camisa 18 foi anunciado na noite da última terça-feira (17). 

O novo atleta do Soberano ainda não estreia nesta quinta-feira (19), diante do Atlético-PR pelo jogo de volta da quarta fase da Copa do Brasil. Segundo Raí, questões burocráticas impedem que a nova peça de Diego Aguirre atue. 

Everton começou falando sobre gols, mas frisou que costuma dar bastantes assistências e ressaltou a felicidade de vestir a camisa Tricolor: “Eu sou ponta esquerda, é difícil ser artilheiro, mas dou bastante assistência. Isso no Flamengo foi o que aconteceu. Estou feliz de jogar aqui, de coração. A negociação foi rápida e graças à Deus deu tudo certo”

O meia falou também sobre a busca por títulos no São Paulo e enalteceu o ex-clube, assim como o atual: “Os dois clubes são gigantes, mas o meu ciclo no Flamengo estava no fim. O São Paulo vai buscar títulos como o Flamengo, é uma escola muito pensada”

O jogador comentou o tempo em que foi feliz no Flamengo, falou das finais jogadas, amizades feitas e espera que no Morumbi tudo dê certo: “No Flamengo fui muito feliz, fiz amigos, ano passado chegamos em três ou quatro decisões. Aqui tenho certeza, pela estrutura excelente, jogadores de qualidade, que vai correr tudo bem”

Quanto a parte física, o novo camisa 18 do Soberano garante que está bem e que ficou apenas alguns dias parado por conta da negociação: “Assisti o jogo da Sul-americana, jogou bem fora de casa. Estou bem fisicamente, estava treinando, fiquei só uns três dias parado pela negociação”

(Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net)
(Foto: Rubens Chiri/Saopaulofc.net)

O atleta falou da conversa que teve com os dirigentes Raí e Ricardo Rocha e espera se adequar ao estilo de jogo da equipe de Diego Aguirre: “Tive uma conversa com Raí, Ricardo Rocha, e só me passaram coisas positivas do São Paulo. Um grupo forte, unido, experiente. Espero me adequar”

Everton minimizou a pressão de ser o jogador mais caro do ano, lembrando que no clube carioca, de onde vem, não é muito diferente: “Estou preparado. Estive quatro anos no Flamengo, e você sabe a pressão que é lá, ainda mais nas últimas temporadas. Estou muito preparado, estou em uma idade boa, tenho uma família boa, é só jogar bola”

Sobre jogar ao lado de Nenê, há pouco tempo rival quando ambos atuavam em equipes do Rio, o novo jogador são-paulino exaltou o camisa 7: “Jogamos algumas vezes contra, é um craque. Vai ser ótimo jogar ao lado dele”, afirmou. 

Por fim, Everton falou sobre a timidez em dar entrevistas, sobre o reconhecimento pelo bom futebol e a emoção em atuar no São Paulo: “Agora caiu a ficha. Sou um pouco tímido, no Flamengo dificilmente dava entrevista. A imprensa teve que falar de mim pelo que joguei. Estou feliz, emoção grande em vestir essa camisa”, completou.

VAVEL Logo
CHAT