Após três meses afastado, Bruno Henrique é relacionado para jogo do Santos contra o Bahia
Foto: Divulgação/Santos Futebol Clube

Após três meses afastado, Bruno Henrique é relacionado para jogo do Santos contra o Bahia

Atacante não atua desde o dia 17 de janeiro, na primeira rodada do Campeonato Paulista, contra o Linense

Millamagalhaes3
Camilla Magalhães

Após três meses se recuperando de uma lesão no olho, o atacante Bruno Henrique será relacionado para o jogo contra o Bahia, neste sábado (21), às 16 hrs, na Arena Fonte Nova, em Salvador, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro. Ao lado do médico Jorge Merouço, Bruno Henrique se disse pronto para voltar a jogar futebol. 

"Fico feliz por estar aqui participando desse bate- papo, tem muito tempo que eu não venho aqui. Feliz por estar de volta. Vou ser relacionado e isso não tem preço. Por tudo que passei desde o dia 17 até hoje, Deus me abençoou, fui abençoado mais uma vez. Agora é dar andamento", disse o camisa 11.

O doutor Jorge Merouço, chefe do Departamento Médico do Santos, que acompanhou todo o tratamento de Bruno Henrique, agradeceu a todos os profissionais que auxiliaram no tratamento do jogador. Além disso, Bruno Henrique admitiu que teve medo, já que a lesão quase o tirou dos gramados

"Nunca tinha acontecido isso comigo, de eu ter ficado parado por tanto tempo. Essa lesão quase me tirou do campo. Me preocupou muito. Mas com a ajuda do Departamento Médico pude voltar em alto nível. Isso se fortaleceu dentro de mim, que a minha recuperação estava próxima. E hoje posso declarar que estou recuperado", afirmou.

O atacante ainda seguirá sendo acompanhado por profissionais brasileiros e da Alemanha, para onde o jogador viajou em busca de mais opiniões. Bruno ainda será avaliado semanalmente para medir a pressão intraocular. Segundo o médico, ele não precisará usar os óculos de proteção, que, segundo o atleta, estava atrapalhando seu desempenho. 

''Não sei como consegui jogar daquela forma. O óculos é de extrema responsabilidade. Ele iria me ajudar, mas me senti inseguro e retraído por ter de trabalhar de óculos. Alguns lances que eu treinava, o óculos me atrapalhava, perdia um pouco da visão periférica e isso trazia receio para mim", explicou Bruno Henrique.

VAVEL Logo