Zé Ricardo não desiste de vaga mesmo após goleada: "Enquanto existir possibilidades, vamos lutar"

Vasco tem apenas um ponto em nove disputados, com ainda mais nove em disputa, sendo duas partidas em casa; nesta quinta-feira (19), Cruz-Maltino perdeu por 4 a 0 para o Racing

Zé Ricardo não desiste de vaga mesmo após goleada: "Enquanto existir possibilidades, vamos lutar"
Fotos: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

A derrota do Vasco para o Racing foi dura. O início da partida chegou a ser animador para os vascaínos, com Martín Silva defendendo pênalti e a equipe conseguindo boa jogadas ofensivamente, mas pecando na finalização. O resultado foi os argentinos aproveitando as oportunidades, sendo cirúrgicos e conseguindo construir a goleada.

Tendo mudado o esquema tático habitual, apostando dessa vez em três volantes - um deles sendo o estreante Bruno Silva -, Zé Ricardo assumiu a culpa pela derrota e fez questão de enfatizar sua responsabilidade.

"Sem dúvidas, é uma derrota dura. Enfrentamos um grande adversário, muito forte. Tentamos ter um pouco mais de posse de bola, mas ao adversário foi confortável no jogo todo. Mereceu o resultado. Uma derrota como essa, ninguém gostaria de ter. agora, temos de nos recuperar. Infelizmente, esses momentos ruins fazem parte do futebol. Mas a responsabilidade é toda minha e assumo ela".

Sobre as possibilidades do Vasco dentro da competição, o treinador manteve seu discurso realista e pontuou a difícil situação da equipe, estando agora na última colocação do grupo.

"Nossa situação ficou bastante difícil. Temos ainda nove pontos a jogar, mas com seis pontos para o Racing. Realmente, vamos ter de jogar no nosso limite, como estamos jogando sempre para ter um retorno perfeito. Hoje, só uma equipe jogou".

O comandante evitou comentar sobre os três pênaltis marcados à favor da equipe Argentina durante a partida. Martín Silva, em noite inspirada, conseguiu defender duas das três cobranças - o que não influenciou tanto no resultado final, aliás -, mas a primeira marcação, ao menos, foi contestada pelo treinador.

"Eu, um pouco distante dos dois primeiros pênaltis, o primeiro não me pareceu. O segundo, sim. Eu falo muito pouco sobre o trio, o quarteto ou quinteto, mas foram muitos cartões, nenhum vermelho, mas muitos amarelos. Mas não justifica reclamar".

O Vasco agora volta suas atenções ao Campeonato Brasileiro, competição pela qual enfrentará a Chapecoense, em Chapecó, no domingo (22), às 16h. A equipe estreou no torneio vencendo o Atlético-MG, de virada, em São Januário, e espera manter a boa fase.