Em clássico de oito gols, Fluminense vence Vasco e conquista a Taça Rio sub-20
(Foto: Lucas Merçon / Fluminense FC)

Em clássico de oito gols, Fluminense vence Vasco e conquista a Taça Rio sub-20

No aniversário de 91 anos de São Januário, jogo precisou ser encerrado devido a confusão entre os jogadores no fim da segunda etapa

pyettra-feitosa
Pyettra Feitosa

Vasco e Fluminense se enfrentaram na tarde desse sábado (21) na disputa da final da Taça Rio Sub-20 em São Januário, que completa hoje 91 anos de sua inauguração. O jogo começou disputado, as duas equipes estavam indo bem e o gol saiu ao 7 minutos com Dudu para o Fluminense, depois disso o Vasco cresceu na partida, tendo seguidas chances de marcar, mas falhando devido a displicência de seus atacantes, mas muito se deu também pela eficiência do goleiro tricolor, Guilherme, que fez excelente partida.

O jogo estava equilibrado e o Vasco parecia a um passo de empatar o placar, mas aos 34 minutos o árbitro da partida marcou pênalti polêmico a favor do tricolor. Lucas foi para a cobrança e ampliou o placar. Após o pênalti os atletas do Cruzmaltino passaram a reclamar mais da arbitragem devido a penalidade e acabaram esquecendo de jogar bola, ao fim da primeira etapa o árbitro havia distribuído sete cartões amarelos.

Na volta para o segundo tempo Fluminense ampliou o placar, fazendo 3 x 0 no Vasco com Marlon aos 3 minutos. Aos 10 marcaram o quarto gol com Dudu e o título parecia estar sacramentado, mas o time de São Januário diminuiu o placar no minuto seguinte com Matheus Moresche, daí começava a reação vascaína, aos 38 da segunda etapa, Lucas Santos fez o segundo do cruzmaltino na partida. O improvável parecia estar a acontecer quando aos 42 minutos, Alan fez de falta o terceiro gol, e oplacar já era de 3 x 4. 

O juiz deu 6 minutos de acréscimos e o torcedos vascaíno gritava em apoiao aos seus atletas que rumavam em busca do empate para levar a partida aos pênaltis, com 50 minutos no marcador, Alan foi para a cobrança de escanteio, o goleiro Alexander dirigiu-se até a área para ajudar a equipe, mas na sobra, a bola ficou com os jogadores do Fluminense que contra-atacaram, Samuel ficou cara-a-cara com o gol livre e sem marcação, resolveu dançar antes de chutar a bola para o fundo das redes e sacramentar o placar final de 3 x 5.

Após a comemoração do jogador tricolor formou-se uma briga generalizada, torcedores invadiram o campo, jogadores, comissão técnica e as torcidas começaram a brigar entre si e a partida teve de ser finalizada por falta de condições para continuar.

VAVEL Logo
CHAT