Julio Cesar se despede do futebol da maneira que planejava: "Foi um turbilhão de emoções"
(Foto: Staff Images/ Flamengo)

Julio Cesar se despede do futebol da maneira que planejava: "Foi um turbilhão de emoções"

Goleiro foi titular pela última vez na carreira e salvou Flamengo na vitória por 2 a 0 sobre América-MG com defesas espetaculares; 52 mil rubro-negros fizeram grande festa para ídolo

rafalisboa
Rafael Lisboa

Para o Flamengo, uma noite importante para evitar uma crise antes do duelo mais importante do ano. Para Julio Cesar, um encerramento de uma carreira brilhante. Os dois se juntaram no Maracanã, onde o Rubro-Negro derrotou o América-MG por 2 a 0, em uma noite perfeita do goleiro, que salvou a equipe carioca em quatro oportunidades, e saiu ovacionado pela torcida. Os mais de 52 mil torcedores presentes pediram a permanência do ídolo, mas a decisão é irredutível:

"Eu já vim com a situação bem fixa na minha cabeça e bem madura. Me despeço do futebol feliz por aquilo que eu fiz e o mais importante para mim foram as amizades que fiz no futebol. Espero ter deixado um legado positivo com as pessoas que eu convivi", afirmou o goleiro.

Após os gritos de "Fica, Julio Cesar", e "Ah, é Julio Cesar", o arqueiro fez questão de agradecer o carinho da torcida rubro-negra, e não soube afirmar seu tamanho perante os torcedores: "Foi bacana. Já esperava a reação da torcida. Não consigo mensurar na minha cabeça o carinho que a torcida do Flamengo tem pelo Julio Cesar. É indescritível. Só posso agradecer. Mas preciso colocar o Flamengo acima de qualquer coisa, e a ideia era conquistar uma vitória que trouxesse um ambiente leve para trabalhar. Acho que tive uma participação importante, com defesas importantes. Talvez por isso a torcida tenha gritado: "Fica"".

Sem o vitorioso goleiro, o Flamengo terá Diego Alves, Cesar, Gabriel Batista e Thiago, Para Julio, o Rubro-Negro está bem servido na posição, e aproveitou para agradecer a oportunidade de encerrar a carreira no clube do coração:

"O Flamengo está bem servido com o Diego Alves, um goleiraço. O Cesar também surgiu bem, o Thiago, o Gabriel... Agradeço mais uma vez ao Flamengo por ter aceitado o projeto de encerrar o ciclo no clube que amo", comentou.

Após o jogo, o companheiro de Flamengo e Seleção, Juan, não segurou as lágrimas e chorou bastante no gramado, em um longo abraço no amigo e parceiro de futebol desde a infância. Julio Cesar não poupou elogios ao zagueiro - que poderá se aposentar no final da temporada - e destacou a raridade que foi ver o camisa 4 chorando:

"Esse aqui é meu irmão no futebol. Estou podendo terminar minha carreira onde começamos no futsal. É um significado muito importante. O Juan é um cara muito introvertido, que sorri pouco e é a primeira vez que vejo ele emocionado".

O próximo compromisso do Flamengo é pela Libertadores. Na próxima quarta-feira (25) às 21h45, o Rubro-Negro irá até Bogotá (COL), enfrentar o Independente Santa Fe, em partida importantíssima para a classificação da equipe carioca.

VAVEL Logo
CHAT