Análise: em jogo morno, São Paulo acusa cansaço e fica no zero contra Ceará na estreia de Everton

Tricolor não brilhou na Arena Castelão e terminou o jogo com um empate em 0 a 0

Análise: em jogo morno, São Paulo acusa cansaço e fica no zero contra Ceará na estreia de Everton
Foto: Ruben Chiri/São Paulo FC

Após a eliminação pela Copa do Brasil contra a boa equipe do Atlético-PR, o São Paulo entrou em campo neste domingo (22) na Arena Castelão para enfrentar o Ceará pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro e ambas as equipes não tiraram o zero do placar.

O time escalado por Diego Aguirre para começar a partida foi: Sidão; Éder Militão, Arboleda, Rodrigo Caio e Edimar; Hudson, Petros e Liziero; Cueva, Tréllez e Everton. O lateral-esquerdo Reinaldo (contratura na região anterior da coxa esquerda) e o goleiro Jean (amigdalite), além do atacante Gonzalo Carneiro (faz trabalho de reforço muscular), não viajaram com a equipe.

Nesta tarde de domingo (22), o que se viu foram duas equipes que se estudaram durante o começo da partida para definirem sua estratégia. O São Paulo demonstrou em campo que a eliminação na Copa do Brasil desgastou fisicamente alguns atletas, o jovem volante Liziero foi uma prova disso, errou muitos passes e foi lento no apoio, o que rendeu sua substituição no intervalo da partida.

O estreante Everton, que atuou pelo lado esquerdo da equipe, demonstrou muita vontade e a melhor chance que o Tricolor teve saiu de seus pés, no final do primeiro tempo, Cueva recebe a bola na ponta esquerda e cercado por dois jogadores do Ceará deu um passe de letra que Everton de passagem chutou a bola rasteira com perigo no canto direito do goleiro Arnaldo, que espalmou para escanteio.

No segundo tempo, Aguirre trocou Liziero e Tréllez por Régis e Nenê, para tentar manter a posse de bola, mas a equipe continuou a errar muitos passes e sofreu um pouco com as investidas da equipe cearense, obrigando o goleiro Sidão a fazer grandes defesas.

Com Everton aparentemente cansado, o técnico uruguaio faz sua última substituição trocando-o pelo atacante Valdívia, para dar mais movimentação e velocidade á equipe o que resultou em um chute de Nenê na entrada da área já nos instantes finais da partida garantindo assim seu primeiro ponto fora do Morumbi.

O São Paulo agora viaja de volta para casa e já pensa na sua próxima partida também longe de seus domínios, contra o Fluminense, dia 29, no Maracanã.