Diego rechaça saída do Flamengo após protestos: "Jamais pensei nisso"

Depois de comemoração nos braços da torcida, após gol na vitória sobre Ceará, meia deu declarações na saída de campo e garantiu até andar escoltado para permanecer no Fla

Diego rechaça saída do Flamengo após protestos: "Jamais pensei nisso"
Foto: Gilvan de Souza/Flamengo

Os protestos da torcida do Flamengo, ocorridos nas últimas semanas marcaram os noticiários, em especial o último, no embarque para Fortaleza, para enfrentar o Ceará. Na sexta-feira passada (27), torcedores organizados se reuniram em um aeroporto carioca para intimidar os jogadores, e o alvo mais visado foi Diego, que teve de ser escoltado por alguns seguranças para não ser agredido fisicamente.  

Já o desembarque foi de forma completamente adversa. Ciente dos problemas acontecidos no Rio, a torcida local recebeu os jogadores de forma harmônica e prestigiou os jogadores.

Ao comentar o episódio, Diego confirmou as agressões, mas preferiu minimizar e apontou para uma minoria como os culpados pela triste ocorrência. Além disso, fez questão de elogiar o restante dos torcedores.

"Eu amo esses torcedores. Jamais vou esquecer os momentos que me proporcionaram. Não foi uma quase agressão, houve agressão. Mas não podemos generalizar. A torcida do Flamengo é maravilhosa". - afirmou.

Sobre os questionamentos sobre a falta de empenho, Diego garantiu a vontade dos jogadores em retribuir o carinho da torcida dentro de campo e dedicou a vitória aos rubro-negros presentes no Castelão.

"Gostaríamos de corresponder. Nem sempre conseguimos. Podemos errar na pontaria, mas jamais por omissão. Temos que botar a cara e lutar para que existam outros dias como o de hoje. A torcida deu uma aula hoje de como apoiar. Mais que merecido para eles", disse.

Perguntado sobre ter pensado em sair do time após os fortes protestos, o camisa 10 rechaçou a possibilidade e encerrou a entrevista afirmando não medir esforços para seguir vestindo a camisa do Flamengo.

"Momento nenhum. Quando escolhi jogar aqui, estava decidido. Estou realizando um sonho. Então, se tiver que andar escoltado, eu e meus familiares, para vestir essa camisa, vou me sentir cômodo. É um clube maravilhoso. Em momento nenhum pensei em deixar esse clube", disse Diego.

O Flamengo volta a campo na próxima quarta-feira (2), quando enfrenta a Ponte Preta, às 19h30, no Moisés Lucarelli, em partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil.