Rafael brilha e assegura empate sem gols entre Internacional e Cruzeiro no Beira-Rio

Goleiro celeste fez grandes defesas e garantiu primeiro ponto da Raposa na competição; Inter segue sem perder em casa, mas perde chance de colar na parte de cima da tabela

Rafael brilha e assegura empate sem gols entre Internacional e Cruzeiro no Beira-Rio
(Foto: Divulgação/Internacional)
Internacional
0 0
Cruzeiro
Internacional : Danilo Fernandes; Fabiano, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Wellington Silva, min. 90) e Edenilson (Nico López, min. 69); Patrick, William Pottker e D’Alessandro; Leandro Damião (Lucca, min. 64).
Cruzeiro: Rafael; Ezequiel, Murilo, Manoel e Marcelo Hermes; Bruno Silva, Mancuello (Ariel Cabral, min. 77), Romero e Robinho; David (Raniel, min. 45) e Rafael Sóbis (Rafael Marques, min. 82).
ÁRBITRO: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ). Cartões amarelos: Marcelo Hermes e Ezequiel (CRU); Leandro Damião, Lucca e Iago (INT).
INCIDENCIAS: Partida válida pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio Beira-Rio, no Rio Grande do Sul.

Internacional e Cruzeiro se enfrentaram no Beira-Rio na noite deste domingo (29), pela terceira rodada do Campeonato Brasileiro. O goleiro Rafael, da equipe celeste, brilhou com inúmeras defesas incríveis e assegurou o empate sem gols. O camisa 12 chegou a marca de 100 partidas com a camisa cruzeirense.

A primeira boa chance da partida saiu dos pés de Andrés D’Alessandro, em cobrança de falta. O camisa 10 bateu colocado por cima da barreira e a bola passou rente ao travessão do time cruzeirense. 

Insistindo, o Inter foi coroado com a sorte. Bruno Silva recuou de pé direito e Rafael pegou com a mão. A arbitragem deu recuo. No tiro livre indireto, D’Alessandro rolou para Fabiano, o lateral encheu o pé e a bola saiu tirando tinta da trave. 

O Colorado pressionou muito nos primeiros 25 minutos. Pelo lado direito, Fabiano recebeu em profundidade e cruzou para William Pottker que chegou cabeceando, mas não conseguiu colocar a devida direção na bola. 

No início do segundo tempo, a tônica do jogo se manteve. Pressão dos mandantes enquanto a Raposa se segurava. D’Alessandro recebeu na ponta direita, se esticou para cruzar e Patrick completou de letra mas Rafael fez boa defesa. O camisa 88 tentou de fora da área com uma pancada, mas o camisa 12 do Cruzeiro defendeu de mão trocada. 

A primeira boa chance do time mineiro veio somente aos 10 da segunda etapa. Robinho tocou para Marcelo Hermes na esquerda, o lateral cruzou rasteiro para Rafael Sóbis que ajeitou e finalizou forte, mas foi travado por Iago. D’Alessandro respondeu batendo de fora da área, mas Rafael fez milagre. 

Lucca, que entrou na segunda etapa, procurou o jogo e chamou a responsabilidade. O camisa 19 recebeu no meio, cortou para dentro e encheu o pé de muito longe para acertar o travessão. O atacante tentou novamente da entrada da área, mas novamente Rafael fez um milagre. 

William Pottker teve grande chance aos 40 minutos. Lucca cruzou na medida, o camisa 99 foi agarrado, mas conseguiu a cabeçada para defesa do goleiro Rafael, nome do jogo. 

Com o empate, o Cruzeiro pontua pela primeira vez no campeonato mesmo com o time alternativo e sobe uma posição, chegando ao décimo oitavo (18º) lugar. O Inter se mantém invicto em casa, mas perde dois preciosos pontos e vai ao nono (9º) lugar. 

O Colorado volta a campo no próximo domingo (6) diante do Flamengo, no Maracanã, pela quarta rodada da competição. O clube celeste encara o Vasco, em São Januário, na quarta-feira (2) pela Libertadores da América