Coritiba sai atrás, mas se recupera e busca empate contra Oeste fora de casa

Wallace Bonilha abriu o placar para o Rubrão, e coube a Guilherme Parede, que saiu do banco, garantir o 1 a 1 para o Coxa na Arena Barueri

Coritiba sai atrás, mas se recupera e busca empate contra Oeste fora de casa
Foto: Divulgação/Coritiba FC
Oeste
1 1
Coritiba
Oeste: Tadeu; Daniel Borges, Lídio, Patrick, Conrado; Rodrigo Souza, Wallace Bonilha; Léo Artur (Claudinho, min. 23/2ºt), Danielzinho (Carlinhos, min. 30/2ºt), Pedrinho (Marcinho, min. 23/2ºt); Bruno Lopes. Técnico: Roberto Cavalo
Coritiba: Wilson; Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alex Alves, Abner (Guilherme Parede, min. 19/2ºt); Júlio Rusch, Vitor Carvalho; Jean Carlos (Pablo, intervalo), Kady (Yan Sasse, intervalo), Chiquinho; Bruno Moraes. Técnico: Eduardo Baptista
Placar: 1-0, min. 2/2ºt, Wallace Bonilha. 1-1, min. 25/2ºt, Guilherme Parede
ÁRBITRO: Caio Max Augusto Vieira, auxiliado por Vinicius Melo de Lima e Jean Marcio dos Santos, todos do RN. Amarelos: Wallace Bonilha, Conrado (OES); Bruno Moraes, Alex Alves (CTB)
INCIDENCIAS: Partida válida pela 4ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, na Arena Barueri, em Sâo Paulo, SP. Público total: 1.315 torcedores; Renda: R$ 10.210,00

Depois de um primeiro tempo burocrático e de poucas emoções, Oeste Coritiba criaram boas chances na segunda etapa e ficaram no 1 a 1, na Arena Barueri. Wallace Bonilha abriu o placar para os mandantes, mas Guilherme Parede tratou de igualar e fechar o placar, em partida válida pela quarta rodada da Série B.

A primeira etapa na Arena Barueri foi de poucas faltas - 13 no total -, com muito tempo de bola rolando, mas de muitos cruzamentos e lançamentos, e emoções raras e pontaria ruim - foram apenas três chutes certos em 15 tentados. O Coritiba teve apenas 41% de posse de bola e, para piorar, abusou de passes errados: 29, o que prejudicou muito a criação de jogadas.  Já o Oeste teve mais a bola, e trabalhou com certa organização no campo de ataque, mas parou na defesa coxa-branca.

A melhor chance do Coritiba foi logo aos seis. Na cobrança de escanteio aberta de Jean Carlos, Vitor Carvalho subiu alto e cabeceou no canto, mas Tadeu voou e botou para fora. Já o Oeste só chegou perto aos 22. Danielzinho recebeu lançamento de Lídio na entrada da área, limpou a marcação e bateu colocado, perto do ângulo esquerdo de Wilson.

O abuso de lançamentos e cruzamentos, na maioria das vezes errado, fez o primeiro tempo ter um baixo nível técnico e poucas chances realmente claras. Já na reta final, aos 45, após boa troca de passes do Oeste, Bruno Lopes ficou com o rebote na entrada da área e bateu forte, mas Wilson espalmou a última ocasião antes do intervalo.

Eduardo Baptista trocou duas peças já no intervalo, com as entradas de Yan Sasse e Pablo nas vagas de Kady e Jean Carlos, mas o resultado imediato não foi o esperado. Com pouco mais de um minuto no segundo tempo, Léo Artur bateu falta lateral com muita categoria para a entrada da pequena área, Wallace Bonilha mergulhou e tocou de cabeça para tocar no canto, e abrir o placar para o Oeste em Barueri.

Diferente da primeira etapa, o segundo tempo teve os times menos preocupados defensivamente, até pelo gol logo no início, e houveram mais chances claras. Aos 16, em grande passe por elevação, Léo Artur deixou Bruno Lopes na cara do gol, mas Wilson fechou bem o ângulo e evitou o segundo do Rubrão. No minuto seguinte, Leandro Silva recebeu grande passe de Pablo, avançou até a linha de fundo e cruzou para Vitor Carvalho, que dominou, livre, e bateu forte, mas Tadeu brilhou duas vezes para salvar o empate.

Melhor no jogo, o Oeste manteve a vantagem na posse de bola durante toda a partida, e parecia seguro com sua vantagem. Aos 21, depois de cobrança de falta lateral por Léo Artur, Wilson tirou de soco e Danielzinho bateu de primeira, mas o goleiro estava ligado e espalmou. Mas, aos 25, na qualidade do ótimo lançamento de Júlio Rusch, Guilherme Parede apareceu nas costas da defesa, encobriu o goleiro Tadeu e fez um belo gol para empatar o jogo: 1 a 1.

A partida continuou aberta, com os times trocando golpes, e perdendo boas chances de buscar uma vitória. Aos 39, aproveitando a saída errada de Thalisson Kelven, Carlinhos avançou com velocidade pela esquerda, invadiu a área e bateu cruzado, mas Wilson novamente fez a defesa. Logo na sequência, depois de ótima sequência de troca de passes na entrada da área, Pablo recebeu passe em profundidade e buscou o canto, mas Lídio apareceu para cortar a finalização, e o placar se manteve até o apito final em Barueri.

Com cinco pontos, o Oeste ocupa momentaneamente o 11º lugar, com cinco pontos. O Rubrão volta a campo no próximo sábado (12), quando vai até Sorocaba enfrentar o São Bento, às 16h30. Já o Coritiba, que está na 7ª colocação, com sete, entra em campo na terça-feira (8): recebe o Brasil de Pelotas, às 21h30.