Atlético-PR defende grande vantagem diante do Newell's para avançar na Sul-Americana

Atlético-PR defende grande vantagem diante do Newell's para avançar na Sul-Americana

Furacão venceu partida de ida por 3 a 0, na Arena da Baixada; Fernando Diniz não descarta mudanças no elenco devido ao desgaste

bruno-da-silva
Bruno da Silva
Newell's Old BoysIbáñez; Nadalin, Bianchi, Fontanini, Ferroni; Bernardello, Sills, Figueroa, Fertoli; Alexis Rodriguez, Leal. Técnico: Omar de Felippe
Atlético-PRSantos; Pavez, Paulo André (Zé Ivaldo), Thiago Heleno; Rossetto, Lucho González, Camacho, Renan Lodi; Nikão, Guilherme, Pablo. Técnico: Fernando Diniz
ÁRBITROCarlos Orbe, que será auxiliado por Ricardo Baren e Edwin Bravo, todos do Equador
INCIDENCIASPartida de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana 2018, no Estádio Marcelo Bielsa, em Rosario, Argentina; a partida começa às 19h15 (horário de Brasília)

Depois de conquistar uma grande vitória contra o Newell's Old Boys na partida de ida, o Atlético-PR entra em campo nesta quinta-feira (10) para confirmar sua vaga na segunda fase da Copa Sul-Americana. A partida em Rosario começa às 19h15 (horário de Brasília).

Já que venceu a partida na Arena da Baixada por 3 a 0, o Furacão pode até perder por dois gols de diferença, ou três, desde que marque pelo menos um gol no Estádio Marcelo Bielsa. Na ida, Pablo, Guilherme e Nikão marcaram em Curitiba.

Técnico do Newell's destaca qualidades do Atlético-PR e espera nova postura do time 

No último sábado (5), o Newell's Old Boys venceu o Defensa y Justicia por 1 a 0, mas não amenizou a decepcionante campanha do time de Rosario na Superliga Argentina. Com apenas uma rodada para o fim da competição, os rojinegros somam 27 pontos em 26 rodadas, ocupando apenas o 22º lugar entre os 28 times do campeonato.

Além da péssima campanha no Argentino, o Newell's terá um grande desafio para seguir no Sul-Americana. O técnico Omar de Felippe, ciente das dificuldades, espera que o time tenha paciência para construir o resultado necessário.

"Vamos ver que tipo de partida teremos. Precisamos pensar em ganhar a partida. Depois vamos ver se alcançamos o placar ou não. Muitas vezes, no anseio de querer ganhar, se pensa antes o terceiro gol do que o primeiro. Não podemos ser loucos e jogar desesperados. Não seria um bom negócio jogar assim. Antes de querer ganhar, vamos entrar perdendo. Estamos tranquilos. Encaramos a partida da melhor maneira. Vamos procurar ganhar, depois pensar no resultado", disse.

De Felippe também destacou as qualidades do Atlético-PR e ressaltou que o Newell's precisa ter uma postura inteligente para anular o jogo de posse de bola do Furacão.

"Não podemos deixar que eles fiquem com a bola. Se eles ficarem com a bola, nós não pressionamos como deveríamos fazer. Temos que tratar de roubar a bola e atacar. Esperamos fazer uma partida diferente da ida. É preciso ter a bola, se não iremos nos complicar muito. O Atlético-PR aproveita isso muito bem, tem bom passe, velocidade, chega ao ataque e defende com muita gente", analisou.

De Felippe quer que Newell's tenha paciência para buscar a vaga (Foto: Divulgação/Newell's Old Boys)
De Felippe quer que Newell's tenha paciência para buscar a vaga (Foto: Divulgação/Newell's Old Boys)

Esperando uma atuação diferente, de Felippe também deve mudar muito a equipe em relação ao jogo no Brasil. No gol, Ibáñez deve entrar na vaga de Pocrnjic. No meio-campo, Bernardello volta de suspensão e assume o lugar de Rivero. No ataque, Rodríguez e Luis Leal devem substituir Opazo e Torres.

Diniz espera grande pressão do Newell's

A derrota por 3 a 1 diante do Palmeiras, em casa, foi a primeira de Fernando Diniz no comando do Atlético-PR. Somado aos três empates anteriores, o Furacão agora soma quatro jogos sem vitória, mas, joga contra o Newell's podendo até ser derrotado na Argentina.

Diniz aguarda grande imposição dos argentinos diante de seu torcedor, mas afirma que o Atlético-PR está pronto para o desafio no Marcelo Bielsa.

"A gente está se preparando para uma grande pressão. Eu acho o Newell’s uma grande equipe, muito bem treinada. A gente teve uma noite muito feliz no primeiro jogo, mas não está esperando um jogo como foi lá. Ao contrário, a gente está esperando um time muito aguerrido, uma torcida apaixonada para que a equipe jogue bem. A gente está preparado para um jogo muito difícil", afirmou.

O técnico do Atlético-PR destacou que a equipe tentará manter suas características, porém sem tomar as devidas precauções que o confronto deve exigir em Rosario.

"Quando dá para jogar, tem que jogar. Quando não dá, tem que saber marcar. Se no final do jogo, faltando cinco ou dez minutos, você tiver o resultado, temos que jogar um jogo que é possível. A gente tem uma maneira de jogar, saindo tocando a bola. Quando o jogo aperta, tem como fazer a bola longa. É que fica o foco muito centrado naquilo que temos como prioridade. Mas, em nenhum momento é exclusividade do time ficar tocando a bola para correr riscos desnecessários", explicou.

Apesar de grande vantagem, Diniz espera dificuldades em Rosario (Foto: Miguel Locatelli/CAP)
Apesar de grande vantagem, Diniz espera dificuldades em Rosario (Foto: Miguel Locatelli/CAP)

Fernando Diniz indicou que deve começar com a grande maioria dos titulares que enfrentaram o Palmeiras. O único desfalque certo é Carleto, que cumpre uma suspensão adquirida na Libertadores 2013 quando ainda atuava pelo São Paulo. Com problema nas costas, Paulo André é dúvida para a partida, e Zé Ivaldo e Wanderson são as opções caso o zagueiro fique de fora. 

VAVEL Logo

Atlético PR Notícias

há 2 dias
há 2 dias
há 4 dias
há 8 dias
há 10 dias
há 11 dias
há 11 dias
há 14 dias
há 14 dias
há 14 dias
há 17 dias