A 4.067m de altitude, Fluminense encara Nacional Potosí por vaga na segunda fase da Sul-Americana
Foto: Lucas Merçon / Fluminense

A 4.067m de altitude, Fluminense encara Nacional Potosí por vaga na segunda fase da Sul-Americana

Após 3 a 0 na ida, Tricolor pode até perder por dois gols de diferença que avançará na competição

RRodrigues_95
Rodrigo Rodrigues
Nacional Potosí (BOL)Jorge Ruth, Saúl Torres, Víctor Galaín e Jennry Alaca; Jorge Flores, Wilder Salazar, Edson Pérez, Aldo Paniagua e Luis Torrico; Aldo Velasco e Harold Reina.
FluminenseJúlio César, Renato Chaves, Gum e Frazan; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Junior e Pedro.
ÁRBITROEstebán Ostojich (Uruguai).
INCIDENCIASJogo de volta da primeira fase da Copa Sul-Americana 2018.

Driblar a altitude será o grande desafio do Fluminense na noite desta quinta-feira (10), quando o Tricolor encara o Nacional Potosí, às 21h45, no estádio Víctor Agustín Ugarte, na Bolívia. Jogando em casa, o time carioca conseguiu boa vantagem ao vencer por 3 a 0, no Maracanã. Assim, pode perder por até dois gols de diferença que avançará à segunda fase da Copa Sul-Americana. Em caso de triunfo da equipe boliviana pelo mesmo placar, a disputa será decidida nos pênaltis.

+ Protestos pela cidade e altitude são os problemas que o Fluminense deve enfrentar na Bolívia

+ Por conta de protestos, Fluminense muda planejamento da viagem para Bolívia

Estebán Ostojich, do Uruguai, apitará o confronto entre Nacional Potosí e Fluminense. Ele terá como auxiliares Nicolás Taran e Gabriel Popovits, ambos também uruguaios. A VAVEL Brasil transmitirá o confronto em tempo real.

Apesar da vantagem, Fluminense prega cautela contra rival boliviano

Abel Braga adotou um discurso cauteloso ao tratar da decisão desta quinta-feira. Mesmo com uma boa vantagem, o técnico afirmou que a classificação não está garantida. Para isso, citou como exemplo o Vasco, que venceu o Jorge Wilstermann na ida por 4 a 0 e foi goleado pelo mesmo placar no jogo da volta.

"É algo que preocupa muito e isso que aconteceu com o Vasco está vivo na nossa memória. Vamos precisar ter força ofensiva, nos defender muito bem e reduzir os espaços para cruzamrntos e chutes de fora da área. O triunfo no jogo de ida nos dá uma tranquilidade para sentir o jogo, mas está longe de ter nos garantido a classificação, pois existem fatores atípicos envolvidos neste cenário", analisou Abel Braga.

O comandante fez mistério quanto ao time que irá a campo, mas a tendência é que seja a mesma base mantida dos últimos jogos, com os retornos do zagueiro Gum e do lateral Ayrton Lucas. Por outro lado, Ibañez segue fora se recuperando de uma lesão na coxa.

Assim, o Fluminense deve atuar com: Júlio César, Renato Chaves, Gum e Frazan; Gilberto, Richard, Jadson, Junior Sornoza e Ayrton Lucas; Marcos Junior e Pedro 

Nacional Potosí otimista com a classificação

A situação do time boliviano não é nada satisfatória. Ainda assim, o discurso é otimista. A estratégia é manter um ritmo forte desde o início para conseguir reverter a larga vantagem obtida pelo Fluminense.

''Nós vamos pressionar desde os primeiros minutos. Diria que o início, os primeiros quinze minutos podem ser determinantes, pois poderemos pressionar e acuar o rival em um quarto de seu campo. Não podemos deixar o Fluminense respirar para largarmos em vantagem, pensando sempre em fazer um gol de cada vez", disse o treinador do Nacional, Edgardo Malvestiti.

O goleiro Jorge Ruth esbanjou confiança para o duelo contra a equipe brasileira: "Acreditamos que podemos passar de fase porque temos gente muito capaz para fazer isso. Vamos pressioná-los no início para conseguir um gol logo'', disse.

Para o time que vai campo, o treinador não poderá contar com zagueiro Alaca, que foi expulso no confronto de ida. Além dele, o brasileiro Thiago Santos foi afastado por agredir seu próprio treinador após o mesmo ser substituído em uma partida pelo campeonato local. Assim, o Nacional Potosí pode ir a campo com: Jorge Ruth, Saúl Torres, Víctor Galaín e Jennry Alaca; Jorge Flores, Wilder Salazar, Edson Pérez, Aldo Paniagua e Luis Torrico; Aldo Velasco e Harold Reina.

VAVEL Logo

Fluminense FC Notícias

há 2 dias
há 3 dias
há 3 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 6 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 10 dias
há 10 dias
há 12 dias