Torcida protesta no Beira-Rio e Internacional muda cronograma antes do Gre-Nal

Torcedores realizaram manifestação durante treinamento no estádio Beira-Rio

Torcida protesta no Beira-Rio e Internacional muda cronograma antes do Gre-Nal
Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional

Durante o treinamento desta quarta-feira (9), cerca de 50 torcedores do Internacional estiveram no Beira-Rio para protestar contra jogadores, comissão técnica e direção. Apesar da atividade ter sido de portões fechados, o clima no pátio do estádio foi de tensão.  

Com megafone e uma faixa pedindo raça, os colorados cobravam uma postura de atitude no clássico Gre-Nal do próximo sábado.  Além de cantos que pediam para o time ser mais guerreiro e que diziam que para jogar no Beira-Rio é preciso ter raça, os manifestantes ameaçaram os atletas do clube: “Se o Inter não ganhar, o pau vai pegar”. Os torcedores também arremessaram rojões no pátio no estádio.

A Brigada Militar foi acionada, mas, apesar do clima tenso, não houve confronto com os seguranças do clube. Os principais alvos da manifestação foram os jogadores Rodrigo Dourado e Nico López, o vice de futebol Roberto Melo e o técnico Odair Helmann.

Em busca de um ambiente mais tranquilo para a preparação em função do clássico, a direção colorada antecipou a concentração da equipe e transferiu as atividades para outro local. Já a partir da tarde desta quinta-feira, o elenco treinará em um resort, localizado na cidade de Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre.

O ambiente é familiar para o Internacional. Desde 2013 o clube recorre ao resort para oferecer maior calmaria durante os treinamentos da equipe. Normalmente, o grupo fica concentrado em um hotel na Zona Leste da Capital, mas diante da pressão, a mudança foi realizada.