Odair Hellmann vê cobranças por resultado com naturalidade: “Inter é muito grande”

Treinador comentou sobre protestos da torcida, falou sobre respaldo para permanecer no cargo e da equipe que começará clássico

Odair Hellmann vê cobranças por resultado com naturalidade: “Inter é muito grande”
(Foto: Ricardo Duarte/SC Internacional)

O momento no Internacional não é dos mais agradáveis. Diante de protestos da torcida, o clube mudou até o cronograma de treinos, antecipando a concentração em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre

Antes das atividades desta quinta-feira (10), o técnico Odair Hellmann falou em coletiva de imprensa. Muito pressionando, o comandante espera um resultado positivo no Gre-Nal 416 e se espelha justamente no último confronto entre as equipes, no qual o Inter venceu por 2 a 0. 

“Aquela partida é referência. Foi uma vitória. Mesmo se tivéssemos jogado muito mal, seria uma vitória. Na parte tática, fomos muito bem. Fomos agressivos, não deixamos o Grêmio jogar. Eles não conseguiram triangular, ter posse de bola. Nas oportunidades que tivemos, fomos efetivos. Que possamos repetir para conseguir a vitória”, disse. 

Sobre os protestos, Hellmann disse estar acostumado com pressão pela grandeza do Colorado: “Trabalho com pressão desde o primeiro dia em que estive aqui. Não agora como treinador, mas quando era jogador, aos 14 anos. O Inter é muito grande. Há pressão e cobrança”, contou. 

Demissão não é uma palavra que prreocupa Odair hoje. O treinador se sente protegido, mas sabe que tem pontos para melhorar: “Me sinto respaldado pela direção. Isso vem desde o começo do ano. Trabalhamos com tranquilidade para fazer com que o ambiente siga assim. Sei da importância, temos que melhorar na tabela, mas estou respaldado”

Sem William Pottker, suspenso, e Edenílson, machucado, o treinador ainda busca o time ideal para entrar em campo. O comandante não confirmou a escalação para o clássico deste fim de semana. 

“Com as saídas dos jogadores, a busca é pelos seus substitutos. Dentro disso, fazemos observações. Buscamos mudanças, variações. A que melhor apresentar equilíbrio defensiva e ofensivamente será levada ao clássico”, explicou. 

Com portões fechados, o Internacional encerrará a preparação nesta sexta-feira (11) em um resort em Viamão. Às 16h de sábado (12), a bola rola na Arena do Grêmio para mais um Gre-Nal, o terceiro em 2018.