Triplete, gol olímpico e igualdade no fim: CRB e Ceará empatam em jogo eletrizante pelo Nordestão
Foto: Douglas Araújo/CRB

Um tradicional duelo nordestino com todos os ingredientes para ser considerado um jogo de qualidade. Muitos gols, emoção, lances de perigo, golaços e destaques individuais. Na noite desta quinta-feira (10), no Estádio Rei Pelé, em Maceió/AL, CRB e Ceará iniciaram a disputa nas quartas de final da Copa do Nordeste 2018. A partida, que teve praticamente de tudo, terminou empatada em 3 a 3. Neto Baiano marcou os três gols regatianos, enquanto os alvinegros buscaram o empate com Naldo, Pio – em gol olímpico – e Arthur – nos acréscimos.

O primeiro tempo já prenunciava o quão a partida seria movimentada. Aos quatro minutos, Diego Corrêa cruzou da esquerda, Neto Baiano subiu com facilidade para cabecear no ângulo de Everson e abrir o placar. O confronto continuou em ritmo acelerado, uma vez que o trio ofensivo do Ceará deu muito trabalho à defesa do Regatas. Na primeira boa chance cearense, Felipe Azevedo recebeu de Ricardinho e mandou à esquerda de João Carlos. O jogo ficou acirrado. O CRB teve a primeira baixa quando o lateral-esquerdo Diogo Mateus se lesionou e deixou o campo.

O Galo tinha como principal objetivo nesta noite fazer valer o mando de campo e conquistar uma importante vantagem para o confronto da volta. E Neto Baiano deixou os donos da casa em uma situação confortável aos 43 minutos. O centroavante recebeu, passou por Naldo e encheu o pé. A bola encobriu o goleiro Everson e estufou as redes. Um golaço. Porém, o Ceará neutralizou a vantagem em poucos instantes. Aos 46, Naldo aproveitou saída de jogo errada e chutou da entrada da área. A pelota bateu em Ayrton e entrou. Um minuto depois, Pio cobrou escanteio com um chute estiloso de três dedos e marcou gol olímpico. Tudo igual ainda no primeiro tempo.

O jogo continuou muito equilibrado e o Ceará foi no embalo dos acréscimos da etapa inicial. Aos nove, Ricardinho cobrou escanteio, Elton desviou e acertou a trave. Luiz Otávio ficou com a sobra e empurrou para o gol. Mas a arbitragem anilou o lance ao alegar impedimento do jogador, para a bronca dos visitantes. A situação ficou ainda mais complicada para o CRB quando Diego Corrêa recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso aos 12. O Vozão pressionou ainda mais. Pio acertou o travessão ao encher o pé em cobrança de falta frontal.

Mas quem balançou as redes foi o Galo. Aos 23, em jogada ensaiada, Ayrton rolou para Neto Baiano soltar uma bomba e marcar seu terceiro tento no jogo, o terceiro regatiano. E o Ceará intensificou a pressão. O técnico Marcelo Chamusca trocou as peças de ataque e aproveitou a lacuna deixada pela expulsão de Diego Corrêa para criar jogadas pelo lado direito de seu campo ofensivo. Wesley acertou a trave depois de escanteio cobrado, a bola ficou no meio da área e a defesa afastou no susto. O time abusou dos tiros de canto e das jogadas aéreas, e foi por meio desse recurso que veio o empate derradeiro. Aos 44, Pio cruzou e Arthur se antecipou para cabecear forte e finalizar o jogo.

Com o resultado, o Alvinegro de Porangabuçu pode se classificar com qualquer empate até 2 a 2, além da vitória. Aos alvirrubros, restam a vitória ou igualdade acima de 4 a 4. O segundo e decisivo confronto entre as equipes será disputado apenas no dia 23, na Arena Castelão. Os times entram em campo no começo da próxima semana pelo Campeonato Brasileiro. Na Série A, o Ceará recebe o América-MG às 20 horas da segunda-feira (14). Na Série B, o CRB enfrenta o Avaí às 19h15 da terça-feira (15).

VAVEL Logo