Rodrigo Lasmar, médico da seleção, confirma lesão de Douglas Costa e descarta risco de corte

Equipe médica presente na coletiva, ainda atualizou a situação dos outros lesionados, Fagner e Neymar que passam por um processo de recuperação e são dúvida para os próximos dois amistosos

Rodrigo Lasmar, médico da seleção, confirma lesão de Douglas Costa e descarta risco de corte
Médico ainda falou sobre a situação de Fagner e Neymar (Foto: Buda Mendes/Getty Images)

Em Teresópolis, região serrana do Rio de Janeiro, a semana segue movimentada na Granja Comary, onde a seleção brasileira se prepara para os amistosos e a Copa do Mundo. Nesta quarta-feira (23), Rodrigo Lasmar, médico da Canarinho esteve presente em coletiva junto com  o preparador físico, Fábio Maseredjian e o fisiologista, Luiz Antônio Crescente.

Na entrevista, o foco principal foi a notícia de que Douglas Costa, sofreu uma lesão no músculo posterior da coxa, e deve ser desfalque para Tite nos próximos treinamentos na Granja, além de presença incerta nos amistosos contra Sérvia e Áustria, que acontecem na próxima semana, como informou Rodrigo Lasmar.

"Previamente sabíamos que teríamos duas situações excepcionais. Neymar e Fagner. Tivemos uma surpresa, que foi o Douglas Costa. O Douglas, no último jogo do Campeonato Italiano, se queixou de uma dor na região posterior da coxa. Já sabíamos dessa situação, foi feito exame de imagem que constatou pequena lesão muscular. Dentro disso, também não esperem ter o Douglas Costa nos próximos dias. Está a cargo de recuperação no setor de fisioterapia. Dia a dia, passo a passo, sendo acompanhado, para depois ser liberado. Sua participação no primeiro amistoso ainda é uma questão a ser avaliada, principalmente com base na resposta da semana que vem", disse Lasmar.

Em seguida, Maseredjian respondeu sobre o quatro clínico de Neymar, que se recupera de uma lesão no metatarso. O fisioterapeuta afirmou que tudo se encaminha nos devidos conformes, mas não sabe afirmar se o atleta está 100% para atuar.

"Difícil falar em percentual, não existe equipamento que mostra se o atleta está 100%. Nós sempre queremos evoluir mais. O atleta de excelência, de ponta, não sabemos onde pode chegar. Estamos trabalhando com a evolução do atleta, o quanto ele está evoluindo, como está a evolução, se está mais acelerada ou menos. O que hoje posso afirmar é que a evolução está muito bem e muito acima da esperada por nós", esclareceu.

Já o outro lesionado, Fagner, vem mostrando melhora, visto que o lateral sofreu a mesma lesão muscular que Douglas Costa, mas devido a antecedência do diagnóstico de seu quadro, que ocorreu antes da convocação, Rodrigo Lasmar revelou que o atleta está em fase final de recuperação.

"Ele vem evoluindo de lesão na região posterior da coxa. Dentro da expectativa, tem apresentado resposta muito positiva. Já sabíamos que ele não estaria à disposição para treinos com bola nesta semana. A evolução é diária, e ele será liberado progressivamente. Temos expectativa de que a partir da semana comece trabalhos de adaptação no campo. Dependendo da resposta, poderá ou não participar do primeiro amistoso. Não existe hoje segurança com relação a essa participação. Posso dizer que ele vem evoluindo bem", tranquilizou.

Rodrigo Lasmar ainda foi questionado sobre a possibilidade corte dos atletas machucados e foi cauteloso ao afirmar sobre a situação de Fagner, Douglas Costa e Neymar.

"Todos os atletas são muito bem monitorados exatamente para que não tenha nenhum imprevisto ou para que quando tenha alguma queixa, a gente possa identificar logo e controlar. Com relação ao exame de imagem, nessa preparação trouxemos à nossa avaliação o Doutor Ronaldo Luiz, que faz todos os exames aqui na Granja. Ao longo da semana, observamos a evolução de cada um. O Neymar já vinha em transição para treinar com o grupo, o Fagner e o Douglas Costa vêm sendo avaliados. Até o início da competição serão avaliados. Hoje não trabalhamos com essa hipótese de corte ", finalizou.