Em segundo tempo movimentado, Magrão defende pênalti e Sport supera Palmeiras de virada
Divulgação/Palmeiras

Em segundo tempo movimentado, Magrão defende pênalti e Sport supera Palmeiras de virada

Rubro-negro arranca três pontos importantes e segue com bom retrospecto no Allianz Parque; Verdão perde chance de assumir liderança provisória do Campeonato Brasileiro

tainanmelo
Taynã Melo
PalmeirasJaílson; Marcos Rocha, Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Deyverson, min. 87), Buno Henrique e Lucas Lima (Hyoran, min. 63); Dudu, Guerra (Papagaio, min. 63) e Keno. Técnico: Roger Machado.
SportMagrão; Cláudio Winck (Raul Prata, min. 37), Ronaldo Alves, Ernando e Sander; Anselmo, Neto Moura (Rogério, min. 46) e Fellipe Bastos; Gabriel (Carlos Henrique, min. 71) e Marlone; Rafael Marques. Técnico: Claudinei Oliveira.
Placar1-0, Keno, min. 32. 1-1, Anselmo, min. 50. 1-2, Anselmo, min. 72. 2-2, Hyoran, min. 81. 2-3, Rafael Marques, min. 86.
ÁRBITRODewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA), auxiliado por Hélcio Araújo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA) | Cartões amarelos: Felipe Melo (PAL, min. 19), Diogo Barbosa (PAL, min. 46), Anselmo (SPT, min. 53), Marcos Rocha (PAL, min. 56), Ernando (SPT, min. 75), Raul Prata (SPT, min. 85 e min. 95) | Cartão vermelho: Raul Prata (SPT, min. 95)
INCIDENCIASPartida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2018, disputada no Allianz Parque, em São Paulo/SP

O Sport conseguiu uma vitória importante e desbancou um adversário dificilmente vencido em seus domínios. Na noite deste sábado (26), em jogo válido pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e disputado no Allianz Parque, em São Paulo/SP, o Leão da Ilha desbancou o Palmeiras por 3 a 2. Keno e Hyoran marcaram os gols verdes, mas Anselmo (duas vezes) e Rafael Marques garantiram a vitória leonina. O triunfo foi conquistado de maneira heroica, uma vez que o goleiro Magrão defendeu penalidade máxima no último minuto e um jogador a menos.

A partida começou com o Palmeiras no campo de ataque, no simples objetivo de impor seu poderio e mando de campo para conseguir mais um resultado positivo e alcançar a liderança isolada. Precavido, o técnico Claudinei Oliveira colocou uma trinca de volantes para reforçar a marcação e anular a pressão oponente. Ainda assim, as chances de gol eram raras. A primeira boa chance verde veio apenas aos 26 minutos. Marcos Rocha cobrou falta na área, Antônio Carlos desviou de cabeça e Magrão começou a se destacar com boas defesas. Seis minutos depois, os paulistas abriram o placar. Dudu tocou para Diogo Barbosa. O lateral-esquerdo cruzou e Keno bateu de primeira. O Sport tentou chegar com perigo em cobrança de falta de Marlone e quase pegou o goleiro Jailson desprevenido.

Divulgação/Palmeiras

O início movimentado do segundo tempo foi uma amostra do que aconteceria em toda a etapa complementar. O lado esquerdo do Palmeiras desequilibrava, principalmente com Keno, que era o principal recurso diferencial do Verde. Mas o Sport não se deu por vencido e buscou o empate. Aos cinco minutos, Marlone cobrou escanteio e Anselmo cabeceou no travessão. No rebote, o volante rubro-negro emendou de primeira e igualou o jogo.

O Palmeiras começou a sentir a pressão da torcida, que reclamava dos jogadores escalados no ataque pelos passes errados e falha na pontaria. A situação nas arquibancadas do Allianz Parque ficou ainda pior quando o Sport virou o jogo com os mesmos jogadores utilizados no primeiro gol. Jogada iniciada por Marlone, Anselmo foi acionado, passou pelos marcadores e marcou seu segundo gol na partida. Restou aos mandantes os cruzamentos. Em um deles, conseguiu o empate. Aos 36 minutos, Hyoran recebeu, ajeitou e chutou forte, sem chances de defesa.

Divulgação/Palmeiras

O Sport não conseguia mais chegar ao ataque e era sufocado pelo Palmeiras. Ainda assim, em um momento de exceção, os pernambucanos balançaram as redes novamente. Marlone cobrou escanteio e Rafael Marques cabeceou. Os donos da casa ficaram ainda mais encurralados no campo de ataque para não ser derrotados. Aos 47 minutos, Dudu recebeu na frente para a meta, mas errou o alvo. Aos 50, a melhor chance. O lateral-direito Raul Prata puxou a camisa de Dudu na área e a arbitragem assinalou penalidade máxima, além de expulsar o leonino. Na cobrança, Magrão voltou a se destacar como pegador de pênaltis ao defender a cobrança de Keno e garantir a vitória rubro-negra.

Com o resultado, as duas equipes estão empatadas com 11 pontos e estão coladas na tabela de classificação. O Palmeiras em quinto e o Sport em sexto. Os times entram em campo na noite da próxima quarta-feira (30). Os rubro-negros recebem o Atlético-MG na Ilha do Retiro às 19h30, enquanto o Palmeiras mede forças contra o Cruzeiro no Mineirão às 21h45.

VAVEL Logo

Sociedade Esportiva Palmeiras Notícias

há 12 horas
há 2 dias
há 4 dias
há 5 dias
há 6 dias
há 9 dias
há 10 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 13 dias
há 13 dias