São Bento sai na frente, mas cede empate para Figueirense em casa

Douglas Assis marcou o primeiro do jogo, mas Juninho saiu do banco e decretou o 1 a 1 no Walter Ribeiro; Azulão permanece invicto, porém empata pela sexta vez na Série B

São Bento sai na frente, mas cede empate para Figueirense em casa
Foto: Jesus Vicente/Repórter Autonômo/EC São Bento
São Bento
1 1
Figueirense
São Bento: Rodrigo Viana; Lucas Farias, Luizão, Douglas Assis, Paulinho; Dudu Vieira, Doriva; Lucas Crispim (Walterson, min. 33/2ºt), Rodolfo (Diogo Oliveira, min. 40/2ºt), Everaldo; Zé Roberto (Ronaldo, min. 40/2ºt). Técnico: Paulo Roberto Santos
Figueirense: Denis; Samuel Santos, Cleberson, Nogueira, João Lucas; Zé Antônio, Pereira (Juninho, min. 30/2ºt); Renan Mota, Jorge Henrique, Gustavo Ferrareis (Felipe Amorim, min. 42/2ºt); Henan (André Luis, min. 41/2ºt). Técnico: Milton Cruz
Placar: 1-0, min. 23/2ºt, Douglas Assis. 1-1, min. 34/2ºt, Juninho
ÁRBITRO: Felipe Gomes da Silva, auxiliado por Luiz Henrique Souza Santos Renesto e Daniel Cotrim de Carvalho, todos do PR. Amarelos: Zé Roberto, Luizão, Rodolfo, Dudu Vieira (SBE); Cleberson, Renan Mota, Nogueira, Samuel Santos, Juninho (FIG)
INCIDENCIAS: Partida válida pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, SP. Público total: 1.866 torcedores. Renda: R$ 23.965,00

Em partida movimentada, principalmente no segundo tempo, o São Bento manteve sua invencibilidade, mas empatou pela sexta vez em oito rodadas na Série B. Nesta terça-feira (29), saiu na frente do Figueirense com Douglas Assis, mas Juninho, vindo do banco, marcou pela primeira vez com a camisa alvinegra e empatou no Walter Ribeiro. Foi a primeira igualdade do time catarinense na competição.

Logo nos primeiros segundos da partida, o São Bento teve uma boa chance para sair na frente. Lucas Crispim cruzou da direita, Nogueira afastou para a frente e Zé Roberto apareceu para finalizar de primeira no canto, mas o zagueiro do Figueirense apareceu no meio do caminho para interceptar o chute e evitar o primeiro do jogo.

Apesar desse início movimentado, o que se viu no Walter Ribeiro foram dois times bem postados e que pouco erraram, cedendo poucas ocasiões. O São Bento teve muito mais finalizações - nove a dois -, enquanto o Figueirense dominou a posse de bola (67%), porém demorou a criar algo perigoso contra o goleiro Rodrigo Viana.

Aos 20, Zé Roberto e Everaldo tabelaram e a bola sobrou na entrada da área para Rodolfo, que bateu de primeira e mandou com perigo, sobre o gol. A partida manteve o panorama de muita disputa no meio campo e disputa de espaços, mas poucas chances até a reta final da primeira etapa.

Já aos 41, Everaldo fez jogada individual na entrada da área e finalizou forte, parando em ótima defesa de Denis. A única chance do Figueirense na primeira etapa foi em um lance parecido. Aos 43, Ferrareis ficou com o rebote na entrada da área após disputa no alto de Henan, e chutou com direção, mas Rodrigo Viana salvou e manteve o 0 a 0 para o intervalo.

Diferente da cadência vista na primeira etapa, o segundo tempo foi muito movimentado em Sorocaba. Muitas chances foram criadas, principalmente pelo lado do Figueirense, que fez o goleiro da casa trabalhar bastante. Com menos de um minuto, Renan Mota recebeu de Jorge Henrique dentro da área, limpou a marcação e bateu colocado, mas Viana voou para evitar o primeiro gol do jogo.

O Figueirense finalizou 10 vezes na segunda etapa, mas o São Bento também teve suas oportunidades: foram seis finalizações dos mandantes no segundo tempo. Aos cinco, após cruzamento ruim de Lucas Farias da direita, Zé Roberto não dominou e a bola sobrou para Lucas Crispim bater de primeira da entrada da área, carimbando o travessão de Denis.

Mas o Figueirense mantinha o volume de jogo. Aos 11, depois de roubada de bola no meio campo, Jorge Henrique deu grande passe no meio da defesa para Henan, que saiu de frente para o gol e tocou no canto esquerdo, mas Viana salvou com o pé de forma espetacular. Na sequência, após cobrança de escanteio de Jorge Henrique, Nogueira apareceu para finalizar na pequena área, e novamente o goleiro do São Bento brilhou para evitar o 1 a 0.

Após esses sustos, o São Bento conseguiu ter um momento de mais posse de bola e rondou a área rival em busca de sair na frente. E conseguiu. Aos 22, no rebote de um escanteio afastado inicialmente pela defesa do Figueirense, Dudu Vieira colocou a bola para a área, Zé Roberto deu bela assistência e Douglas Assis apareceu livre na esquerda, tocando por baixo do goleiro e abrindo o placar no Walter Ribeiro.

Atrás do placar, o técnico Milton Cruz trocou o volante Pereira pelo atacante Juninho e colocou o Figueirense ainda mais à frente. Aos 30, após cobrança de escanteio de Jorge Henrique, Zé Antônio apareceu para cabecear na primeira trave, mas Viana fechou bem o ângulo e tirou de soco. Três minutos depois, em troca de passes rápida e vertical do Figueirense, Renan Mota deu a assistência, Juninho aproveitou indecisão de Lucas Farias e Douglas Assis, roubou a bola na entrada da área e tocou no canto de Rodrigo Viana para empatar o jogo: 1 a 1.

Desgastados, os times diminuíram o ritmo na reta final, e, tanto Paulo Roberto Santos, quanto Milton Cruz, fizeram várias alterações na reta final da partida para tentar um fôlego para buscar a vitória. Aos 42, Zé Antônio recebeu bola ajeitada por André Luis na intermediária, arriscou chute rasante e ofereceu dificuldades para Viana, que acabou segurando firme no meio do gol.

Já nos acréscimos, as duas equipes tiveram boas chances na bola aérea. Aos 48, Jorge Henrique bateu falta lateral para a área e André Luis subiu com espaço, mas mandou para fora. Já no último lance da partida, aos 51, Lucas Farias passou por João Lucas, cruzou de três dedos na segunda trave e Luizão cabeceou à esquerda do gol a última chance da partida.

Com 12 pontos, o São Bento perde a chance de colar no G-4 e ocupa o oitavo lugar. Já o Figueirense fica na porta da zona de acesso: está em quinto lugar, com 13.

Os dois times voltam a campo na próxima terça-feira (5/6). O São Bento viaja à Varginha para enfrentar o Boa Esporte, às 20h30, enquanto o Figueirense volta a jogar em casa: pega o Londrina, às 19h15.