Em jogo movimentado, Grêmio e Fluminense empatam sem gols na Arena

Gaúchos pressionam, mas esbarram no bom sistema defensivo dos cariocas

Em jogo movimentado, Grêmio e Fluminense empatam sem gols na Arena
FOTO: LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA
Grêmio
0 0
Fluminense
Grêmio: Marcelo Grohe; Madson (Thaciano), Bressan, Kannemann e Cortez; Cícero, Maicon, Lima (Pepê), Luan e Everton; André (Thonny Anderson) Técnico: Renato Gaúcho.
Fluminense: Júlio César; Renato Chaves, Nathan e Luan Perez; Gilberto (Mateus Norton), Richard, Dodi (Douglas), Jadson, Sornoza e Marlon; Pedro (João Carlos) Técnico: Abel Braga.
ÁRBITRO: Luiz Flávio de Oliveira (SP).
INCIDENCIAS: Jogo válido pela oitava rodada da Série A do Campeonato Brasileiro 2018.

De um lado, um time que, para muitos, joga o melhor futebol do Brasil. Do outro, uma equipe jovem, com menos recursos, mas que vem surpreendendo no Brasileiro. Na Arena, Grêmio e Fluminense ficaram apenas no empate sem gols em jogo válido pela oitava rodada da competição. Com o resultado, o Tricolor gaúcho desce para oitavo, com 13 pontos, enquanto o Flu é o terceiro, com os mesmos 14 do vice-líder Flamengo, que entra em campo nesta quinta-feira (31).

Jogando em casa, o Grêmio dominou todas as ações na etapa inicial. Nos primeiros dez minutos, por exemplo, o time gaúcho já obtinha 64% de posse de bola. Sem Marcos Jr, poupado, os visitantes surpreenderam na escalação do jovem volante Dodi, ex-Criciúma, que fazia a sua estreia como titular. Por outro lado, Renato Portaluppi efetivou Lima na vaga de Ramiro. Mais a vontade em campo, o Grêmio teve a sua primeira chance de perigo com Everton, em chute de fora da área.

O Fluminense, por sua vez, tentava sair em velocidade usando seus alas – Gilberto e Marlon – mas sentia falta de uma válvula de escape para os contra-ataques, função esta que era de Marcos Jr. Assim, pouco conseguiu ter a bola e era encurralado pelo Grêmio. Aos 26, o time da casa até chegou a balançar as redes com bela bicicleta de André, mas o atacante estava impedido. A tônica do jogo no primeiro tempo foi uma só: pressão total gremista contra um defensivo Flu.

André chegou a balançar as redes, mas estava impedido (Foto: Lucas Uebel)
André chegou a balançar as redes, mas estava impedido (Foto: Lucas Uebel)

Disposto a evitar uma pressão maior do Grêmio, o Fluminense voltou mais ligado para o segundo tempo. Aos nove minutos, os visitantes tiveram a sua melhor chance do jogo até aquele instante. Marlon foi ao fundo e cruzou para Pedro, que cabeceou em cima de Kannemann. Na sobra, o camisa 9 furou. Em seguida, o centroavante tricolor teve que ser substituído com dores na coxa esquerda.

Mesmo sem seu principal goleador na temporada, o time carioca não desanimou e criou outra boa chance. Aos 25, Renato Chaves cabeceou e Marcelo Grohe fez a defesa. Depois disso, o Grêmio acordou e por pouco não marcou com Everton em duas oportunidades. A primeira, aos 27, após arrancada parando em Júlio César, e a segunda, minutos depois, em chute de dentro da área. Na reta final, ambos os times demostraram cansaço e já sem forças para tirar o zero do placar.

Próximo compromisso do Grêmio será no domingo (3), quando visita o Bahia, às 16h. Já o Fluminense encara o Paraná na segunda-feira (4), às 20h.