Bahia sofre primeiro revés como mandante diante do Grêmio e entra na zona de rebaixamento

Com um gol em cada tempo, Tricolor Gaúcho mantém boa sequência de resultados e entra de vez na briga pela liderança

Bahia sofre primeiro revés como mandante diante do Grêmio e entra na zona de rebaixamento
Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Bahia
0 2
Grêmio
Bahia: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Tiago, Lucas Fonseca e Léo; Edson (Flávio, min. 70) e Elton; Allione (Vinícius, min. 62), Zé Rafael e Régis; Júnior Brumado (Fernandinho, min. 70). Técnico: Guto Ferreira.
Grêmio: Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Jaílson, Maicon, Ramiro (Lima, min. 46), Everton e Thonny Anderson (Pepê, min. 75); André (Thaciano, min. 59). Técnico: Renato Gaúcho.
Placar: 0-1, Maicon, min. 9. 0-2, Thaciano, min. 92.
ÁRBITRO: Péricles Bassols Pegado Cortez (PE), auxiliado por Clóvis Amaral da Silva (PE) e Cléberson do Nascimento Leite (PE) | Cartões amarelos: Jaílson (GRE, min. 36), Bruno Cortez (GRE, min. 38), Bressan (GRE, min. 49), Everton (GRE, min. 68), Douglas Friedrich (BAH, min. 75), Maicon (GRE, min. 76), Zé Rafael (BAH, min. 82)
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série A 2018, disputada na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA

O Bahia era um time com distintas aparências. Enquanto acumulava maus resultados fora de casa, tinha o fator casa como recuperação para ganhar pontos importantes. Porém, essa estratégia caiu por terra na tarde deste domingo (3). Em jogo válido pela nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série A e disputado na Arena Fonte Nova, em Salvador/BA, o Esquadrão de Aço não apresentou um bom desempenho e foi derrotado pelo Grêmio por 2 a 0, com gols marcados por Maicon e Thaciano. Foi a primeira derrota baiana como mandante.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O jogo começou bastante disputado, com muito contato entre os atletas. E em um lance desse tipo veio a jogada que começaria a determinar o resultado do jogo. Aos sete minutos, Lucas Fonseca derrubou Ramiro na área e a arbitragem assinalou penalidade máxima. Maicon partiu para a cobrança e Douglas Friedrich fez a defesa. No rebote, o próprio Maicon balançou as redes e deixou o Grêmio em vantagem.

O confronto passou a ter o estilo da equipe gaúcha, que administrou a posse de bola e reduziu a intensidade da partida. O Bahia não apresentava desenvoltura para a criação de jogadas e não incomodava. Pelo contrário, a melhor chance veio com os visitantes. Thonny Anderson recebeu próximo à área e chutou forte para Douglas Friedrich espalmar.

Felipe Oliveira/EC Bahia

No segundo tempo, o Bahia começou com mais posse de bola, mas o poder de criação estava praticamente nulo. O time apresentava inúmeros erros, não desenvolvia o jogo e não reagia ao placar negativo. O Grêmio tinha muita tranquilidade em manter a vantagem. Além da postura ruim do oponente, exercia total controle e ajudava na nulidade baiana. O Esquadrão de Aço chegou com perigo apenas aos 24 minutos, quando Régis acionou Nino Paraíba. O lateral bateu prensado e Vinícius ficou com a sobra na marca do pênalti, mas isolou.

Nos minutos finais, o Imortal partiu para o ataque para definir a vitória. Não conseguiu no primeiro lance, quando Nino Paraíba interceptou passe de Lima. No segundo, porém, não teve nada que impedisse. Aos 47 minutos, Everton avançou pela esquerda e Pepê não conseguiu completar com qualidade. Douglas Friedrich tentou afastar, mas Thaciano apareceu para balançar as redes e garantir o triunfo gremista.

Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Com o resultado, o Grêmio impôs ao Bahia a primeira derrota em Salvador e deu grande salto na tabela de classificação. Os gaúchos ocupam o terceiro lugar, com 16 pontos. Por outro lado, o Esquadrão cai ao 18º lugar, com oito pontos, e entra na zona de rebaixamento.

As equipes entram em campo no meio da semana. O Imortal Tricolor recebe o Palmeiras às 21h45 da quarta-feira (6), na Arena do Grêmio, em Porto Alegre/RS. O Tricolor de Aço vai buscar a recuperação contra o Paraná Clube, às 20 horas da quinta-feira (7), na Vila Capanema, em Curitiba/PR.