Avaí cede empate para Sampaio Corrêa e perde chance de se consolidar no G-4

Leão saiu na frente com gol de Alemão já na reta final do segundo tempo, mas Fumaça garantiu empate para o time da casa: 1 a 1

Avaí cede empate para Sampaio Corrêa e perde chance de se consolidar no G-4
Foto: Divulgação/Sampaio Corrêa
Sampaio Corrêa
1 1
Avaí
Sampaio Corrêa: Andrey; Bruno Moura, Joecio, Maracás, Alyson; William Oliveira; Diego Silva (Wellington Rato, intervalo), Sobral, Bruninho (Rodrigo Fumaça, min. 24/2ºt), Danielzinho; Alexandro (Uilliam. Técnico: Roberto Fonseca
Avaí: Aranha; Alemão, Betão, Airton; Guga, Matheus Barbosa, Pedro Castro, Capa; Luanzinho (Getúlio, min. 16/2ºt), Martinuccio (Carlos Alberto, min. 30/2ºt), Rodrigão. Técnico: Geninho
Placar: 0-1, min. 36/2ºt, Alemão (pênalti). 1-1, min. 38/2ºt, Rodrigo Fumaça
ÁRBITRO: Emerson Almeida, auxiliado por Marcio Eustáquio e Celso Luiz, todos de MG. Amarelos: William Oliveira, Alexandro, Andrey, Marcelo (banco) (SAM); Matheus Barbosa, Luanzinho, Guga, Capa (AVA)
INCIDENCIAS: Partida válida pela nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio Castelão, em São Luís, MA

Em jogo de muitas chances, bolas na trave e emoção no fim, Sampaio Corrêa Avaí ficaram no empate em 1 a 1 pela nona rodada da Série B. De pênalti, Alemão abriu o placar já aos 36 do segundo tempo, mas, dois minutos depois, Rodrigo Fumaça decretou o empate no Estádio Castelão.

O Avaí começou a partida conseguindo criar várias chance, e por pouco não saiu na frente antes dos 10. Aos três, Capa recebeu grande lançamento na esquerda e cruzou na cabeça de Rodrigão, que finalizou forte no meio da área, porém perdeu grande chance mandando para fora.

Já aos oito, após cobrança ensaiada de escanteio, Guga cruzou para a área, Rodrigão finalizou e parou em grande defesa de Andrey. A sobra ficou com Matheus Barbosa na entrada da pequena área, mas novamente o goleiro do Sampaio apareceu para evitar o gol após a finalização do meio-campista do Avaí.

Após esse início de pressão dos catarinenses, o Sampaio conseguiu diminuir o ímpeto rival e evitou outras grandes chances do Avaí no restante dos 45 iniciais. Sempre com mais posse de bola no jogo - encerrou a primeira etapa com 69% -, os maranhenses só conseguiram finalizar aos 21. Danielzinho fez boa arranca pela direita, cruzou para o meio, mas a zaga avaiana afastou. No rebote, Alexandro finalizou de primeira, mandando por cima a primeira finalização do Paio no jogo.

Foram somente duas finalizações da Bolívia Querida apesar do alto número de posse de bola, mas a grande melhor dos mandantes no primeiro tempo foi a diminuição dos espaços ao Avaí, que não finalizou nenhuma vez dos 20 para frente. A principal chance maranhense no primeiro tempo foi aos 39. Em contra-ataque rápido do Sampaio, Sobral atravessou para a entrada da área, Betão cortou parcialmente e Danielzinho ficou com rebote na entrada da área, ajeitou o corpo e tentou chute colocado, porém errou o alvo por muito e o 0 a 0 se manteve para o intervalo.

O segundo tempo foi de mais finalizações do Sampaio Corrêa - 13, contra duas do primeiro -, que conseguiu transformar sua superioridade na posse de bola em chances. Apesar disso, o Avaí continuava com força nos contra-ataques e assustou. Aos sete, Matheus Barbosa recebeu de Luanzinho na intermediária, arriscou de longe e a bola explodiu na trave e nas costas do goleiro antes de sair pela linha de fundo em tiro de meta.

A respostas do Paio foi aos 12. Alyson avançou pela esquerda, cruzou para trás e Danielzinho bateu de primeira, mas perdeu a grande chance mandando por cima. Cinco minutos depois, Pedro Castro cruzou da esquerda em jogada rápida de ataque do Avaí e Martinuccio apareceu no meio para finalizar, mandando em cima do goleiro Andrey, que segurou em dois tempos.

Depois do primeiro terço da segunda etapa, o Sampaio Corrêa viveu seu melhor momento no jogo, cercando a área avaiana e dando a impressão de que o gol era questão de tempo. Aos 24, Danielzinho recebeu com espaço pela direita e cruzou na cabeça de Rodrigo Fumaça, que subiu alto para finalizar e carimbou a trave de Aranha.

Mas, em jogada rápida aos 34, Getúlio recebeu de Capa em velocidade pela esquerda, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Andrey, que cometeu pênalti. Na cobrança, o zagueiro Alemão cobrou no meio, o arqueiro foi para a esquerda e o Avaí abriu o placar. Dois minutos depois, porém após confusão na área, Rodrigo Fumaça ficou com a bola dentro da área, bateu cruzado e, com muita gente na frente, Aranha demorou para reagir e a bola foi mansamente para o fundo do gol: 1 a 1.

A partir daí, os dois times se lançaram em busca da vitória e chegaram com muito perigo. Aos 39, Carlos Alberto ficou com o rebote na entrada da área após tentativa de tabela de Rodrigão, bateu forte e acertou o travessão do Sampaio. Na sequência, o meia tocou de cabeça, mas Andrey segurou firme. Já aos 45, Fumaça recebeu um lançamento primoroso de William, partiu para cima de Alemão e encheu o pé esquerdo, acertando a trave de Aranha, e o jogo terminou no 1 a 1.

Com 11 pontos, o Sampaio Corrêa para no 12º lugar, enquanto o Avaí chega aos 15 e ocupa o quarto lugar. O time catarinense se manterá no G-4 a não ser que o Vila Nova vença o líder Fortaleza.

O Sampaio Corrêa volta a campo no próximo sábado (9) para enfrentar o Oeste, novamente no Castelão, às 16h30. Um dia antes, na sexta-feira (8), faz confronto direto diante do Coritiba, na Ressacada, às 21h30.