Em noite inspirada, Nenê marca duas vezes e São Paulo supera Vitória no Morumbi

Meia foi o destaque da partida junto com ajuda de Everton; Tricolor embala sua invicta campanha como mandante

Em noite inspirada, Nenê marca duas vezes e São Paulo supera Vitória no Morumbi
Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC
São Paulo
3 0
Vitória
São Paulo: Sidão; Araruna; Bruno Alves; Arboleda; Reinaldo; Hudson; Jucilei; Lucas Fernandes; Nenê; Everton; Diego Souza.
Vitória: Elias; Cedric; Bruno Bispo; Ramon; Jeferson; Lucas Marques; Rhayner; Neilton; Yago; Wallyson; André Lima.
Placar: 1-0, min 2, Nenê. 2-0, min 42, Nenê. 3-0. min 55, Everton.
INCIDENCIAS: Partida válida pela décima segunda rodada do Campeonato Brasileiro, disputada no estádio Morumbi, em São Paulo.

Na noite desta terça-feira (12), o São Paulo fez um bom jogo e foi totalmente dominante na conquista dos três pontos contra o Vitória, no Morumbi. Com esse bom resultado, o tricolor se garante no topo da tabela do Campeonato Brasileiro na última rodada antes da parada para a Copa do Mundo.

Autoridade do tricolor

Durante o primeiro tempo, o São Paulo apresentou um estilo de jogo onde pressionava bastante o Vitória em sua saída de bola, um típico jogo de mandante. Aos poucos, o visitante foi achando um aforma de incomodar o tricolor paulista com suas chegadas ao ataque com seus os laterais, tendo uma boa chance aos 17 do primeiro tempo, quando Rhayner tabela com André deixando Wallyson livre para chutar, mas encontra o goleiro Sidão no caminho, que faz uma boa defesa.

Mas logo em seguida, o São Paulo chegou a área de ataque e com uma jogada armazenada por Nenê, onde tira a bola do marcador, ajeita e manda ela no ângulo, marcando um golaço para fazer o tricolor abrir o marcador sem chance nenhuma para o goleiro Elias.

Aos 34 minutos, o Yago se envolveu numa falta polêmica com Nenê, e acabou sendo expulso causando uma revolta nos jogadores do Vitória por não concordarem com a decisão do juiz. Fazendo com que o jogo ficasse paralisado por cinco minutos e que Neilton, Rhayner e Nenê levassem cartão amarelo por reclamação.

Jogando com um a menos e totalmente perdidos no jogo, o Vitória sofreu bastante com a pressão do São Paulo no final do primeiro tempo, e aproveitando do descontrole do adversário, o tricolor veio ao ataque com uma arrancada do Nenê desde do meio de campo e deu um passe para Everton que cruza para o meio da área e encontra Nenê totalmente livre e fez seu segundo gol na partida. No último lance da primeira parte do jogo, o Vitória tenta uma reação com Neilton que aproveita uma falha na saída de bola do São Paulo e chuta forte contra o gol tricolor, mas Sidão estava atento e conseguiu fazer a defesa.

Tricolor controla a partida

No segundo tempo, o São Paulo continuou com a sua ideologia de continuar a pressão no campo de ataque. Por isso, logo no início, com o cruzamento de Lucas Fernandes, Everton chuta no meio da área, livre para marcar mais um para o mandante e garantir a vitória logo no começo de jogo.

Buscando mudanças já que jogava com um a menos, Vagner Mancini voltou com um substituição do vestiário, botando André Lima no lugar do Lucas Fernandes. No meio do segundo tempo, buscando administrar o resultado, Diego Aguirre tira Diego Souza e bota Brenner no ataque, Caíque no lugar do Everton um dos autores dos gols, e por último, muito aplaudido, Nenê foi substituido por Liziero. Vagner Mancini ainda colocou Guilherme Costa e Rodrigo Andrade nos lugares de Rhayner e Wallyson.

Com uma rara chegada do Vitória no campo de ataque do São Paulo, o jogador Lucas Fernandes fez uma falta em Neilton e recebe seu segundo cartão amarelo e também foi expulso da partida. Mas mesmo com os dois times jogando com 10 jogadores, o domínio do tricolor era nítido e conseguiu controlar a partida até o apito final.

O São Paulo volta a atuar no Campeonato Brasileiro na quarta feira (18/07) contra o Flamengo no Maracanã. Já o Vitória, joga contra o Paraná no Barradão no dia 18/07. Ambas partidas serão executadas após a parada para a Copa do Mundo.