1-0, min. 24/1ºt, Renato. 2-0, min. 37/1ºt, Judson. 2-1, min. 5/2ºt, Caíque. 2-2, min. 14/2ºt, Caíque. 2-3, min. 20/2ºt, Rafael Longuine. 3-3, min. 27/2ºt, Beltrán
Copa... who? Avaí e Guarani empatam em eletrizante jogo de seis gols na Ressacada
Foto: Jamira Furlani/Avaí FC

Copa... who? Avaí e Guarani empatam em eletrizante jogo de seis gols na Ressacada

Leão abriu 2 a 0, Bugre foi buscar no segundo tempo uma virada, mas Beltrán, de cabeça, fechou o placar em 3 a 3, em Florianópolis

bruno-da-silva
Bruno da Silva

Em grande jogo na RessacadaAvaí Guarani fizeram um emocionante empate em 3 a 3, pela 12ª rodada da Série B. Renato e Judson marcaram no primeiro tempo para o Leão. O Bugre virou na segunda etapa, com dois de Caíque e um de Longuine, mas Beltrán definiu o placar em Florianópolis.

O primeiro tempo foi de amplo domínio do Avaí. Aos cinco minutos, Beltrán acertou a trave em um prenúncio do que seria o jogo na Ressacada. Apesar de o Guarani ter superado a pressão inicial, aos 24, Renato recebeu de Rômulo em profundidade, saiu de frente para o Bruno e tocou na saída do arqueiro bugrino para abrir o placar, chegando a seis gols na Série B.

Quatro minutos depois, André Moritz quase marcou de letra em rebote de finalização de Beltrán, mas parou no goleiro bugrino. Porém, aos 37, Judson recebeu de Renato na entrada da área, arriscou de fora da área e a bola ainda explodiu no travessão antes de morrer nas redes de Bruno: golaço para fazer 2 a 0 e domínio avaiano em Floripa.

A entrada promovida por Umberto Louzer, de Bruno Nazário, que voltava de lesão, na vaga de Baraka, mudou o panorama da partida. Logo no primeiro minuto, Aranha saiu jogando mal e Longuine teve chance de diminuir, mas perdeu grande chance. No minuto seguinte, Renato fez grande jogada individual e encheu o pé, carimbando a travessão do Guarani. Que sobreviveu e buscou o resultado.

Aos 5, Nazário bateu escanteio fechado, Caíque ganhou no alto e fez o primeiro do Guarani. Empolgado e diante de um rival assustado, o Bugre foi para cima. Aos 14, após lateral cobrado na área, Nazário desviou, a zaga avaiana não afastou e outra vez Caíque apareceu para tocar na saída de Aranha e fazer 2 a 2. 

E não parou por aí. Aos 20, em contra-ataque puxado pelo Bugre, Bruno Mendes fez o pivô para Rafael Longuine, que apareceu na entrada da área e finalizou para conseguir a virada bugrina na Ressacada: 3 a 2.

Atrás do placar, Geninho tirou o zagueiro Airton para colocar o ídolo Marquinhos, e ele foi decisivo para buscar o empate. Sete minutos após o terceiro gol bugrino, o camisa 10 bateu falta lateral e Beltrán desviou de cabeça para fazer o empate na Ressacada. Em busca da vitória, o Avaí retomou o controle do jogo e por pouco não conseguiu a (re)virada.

Beltrán e Renato marcaram, mas não foi suficiente para garantir a vitória avaiana (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)
Beltrán e Renato marcaram, mas não foi suficiente para garantir a vitória avaiana (Foto: Jamira Furlani/Avaí FC)

Aos 41, Marquinhos bateu falta da quina da área, e exigiu grande defesa de Bruno. O árbitro acresceu sete minutos de acréscimo, muito pela 'cera' feita pelo time do Guarani, e o Avaí esteve perto da vitória aos 48. Carlos Alberto cruzou da direita, Getúlio não alcançou e Capa ficou de frente para o gol, mas cabeceou para fora e perdeu a grande chance de garantir a vitória mandante. No fim, 3 a 3 e uma grande partida em Floripa.

Com 22 pontos, o Avaí é o vice-líder e garante mais uma rodada no G-4, mas ainda pode ser ultrapassado pelo rival Figueirense. O Leão volta a campo na próxima terça-feira (27), às 20h30, contra o Oeste, em Barueri. Após seu terceiro empate seguido, o Guarani chega aos 16 pontos, em 7º lugar. O Bugre entra em campo na sexta-feira (29), às 21h30, diante do lanterna Boa Esporte, em Campinas.

VAVEL Logo
CHAT