Oeste bate Avaí com gol no início e confronto tem primeiro vencedor após seis empates seguidos
Foto: Divulgação/Oeste FC

Oeste bate Avaí com gol no início e confronto tem primeiro vencedor após seis empates seguidos

Bruno Lopes marcou logo aos quatro minutos, Leão pressionou no restante do jogo, mas Rubrão segurou a vitória por 1 a 0

bruno-da-silva
Bruno da Silva
OesteTadeu; Daniel Borges, Joilson, Leandro Amaro, Conrado; Lídio, Betinho, Danielzinho (Léo Artur, min. 23/2ºt); Bruno Lopes, Daniel Farias (Rodrigo Souza, intervalo), Carlinhos (Pedrinho, min. 18/2ºt). Técnico: Roberto Cavalo
AvaíAranha; Alemão, Betão, Airton (Marquinhos, min. 26/2ºt); Guga, Judson, Pedro Castro (Beltrán, min. 36/2ºt), Capa; Carlos Alberto (Getúlio, min. 26/2ºt), Rômulo, Rodrigão. Técnico: Geninho
Placar1-0, min. 4/1ºt, Bruno Lopes
ÁRBITRORodrigo Batista Raposo, auxiliado por Luciano Benevides de Sousa e Lehi Sousa Silva, todos do DF. Amarelos: Lídio, Betinho (OES); Betão (AVA)
INCIDENCIASPartida válida pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, na Arena Barueri, em Barueri, SP. Público total: 659 torcedores; Renda: R$ 5.305,00

Após bater o líder Fortaleza, o Oeste recebeu o vice-líder Avaí e venceu a segunda seguida na Série B. Bruno Lopes, logo aos quatro minutos, marcou o único gol da partida na Arena Barueri, e os paulistas seguraram uma grande pressão para garantir a vitória por 1 a 0. Antes da partida desta terça-feira (26), haviam sido seis empates em seis encontros entre Rubrão e Leão.

O início do jogo foi perfeito para o Oeste. Logo aos três, Bruno Lopes recebeu de Danielzinho na entrada da área, limpou Betão e bateu. A bola desviou em Airton e acabou deslocando o goleiro Aranha, morrendo no fundo do gol avaiano: 1 a 0 para os mandantes.

A vantagem deu tranquilidade para o time da casa, que passou a adotar uma postura mais conservadora e causa uma situação incômoda ao Avaí, que teve mais posse de bola no primeiro tempo - 59% -, algo pouco comum nesta Série B. A primeira oportunidade avaiana foi aos 15. Rômulo recebeu de Pedro Castro e arriscou de fora da área, muito perto da trave de Tadeu.

O Avaí tentou uma movimentação pelos lados, mas sentiu a ausência de Renato nas associações pelo lado direito. Apesar de ter 10 finalizações na primeira etapa, foram apenas duas na direção do gol - o Oeste teve três, com uma certa. Aos 31, no rebote do escanteio, Judson arriscou chute forte da entrada da área, a bola parou na defesa e sobrou para Rômulo, que girou batendo, mas mandou longe.

Com poucos espaços para penetrar da defesa do Rubrão, o Avaí tentou nos chutes de longe encontrar uma alternativa. Aos 41, Pedro Castro arriscou chute venenoso da intermediária, Tadeu fez uma defesa estranha de manchete e a bola sobrou para Capa, que saiu de frente para o gol, mas dominou mal e o goleiro fechou o ângulo para abafar a finalização, e garantiu a vantagem para o Oeste no intervalo.

O Avaí pressionou durante toda a segunda etapa. O Oeste, de Roberto Cavalo, veio com uma alteração mais defensiva no intervalo - Rodrigo Souza na vaga de Daniel Farias -, e se segurou para garantir o 1 a 0. O time catarinense teve 67% de posse de bola e 20 finalizações, contra cinco dos mandantes, mas apenas três na direção do gol.

Aos nove, após cobrança de falta de Pedro Castro, Carlos Alberto ficou com a sobra na pequena área, mas bateu pressionado pela marcação e mandou à direita do gol. Quatro minutos depois, Pedro Castro bateu falta lateral com muito perigo e Rômulo raspou no meio da área, mandando com muito perigo, perto da trave esquerda.

Vendo o ímpeto do Avaí diminuindo, o técnico Geninho fez alterações ofensivas, desfez o esquema de três zagueiros e colocou o time para frente, e o Leão conseguiu criar ótimas chances, mas sempre falhando na pontaria. Aos 31, Pedro Castro recebeu ótimo passe de Alemão dentro da área e cruzou rasteiro, mas a bola passou por Rômulo e o Avaí perdeu a chance do empate.

Aos 36, Getúlio recebeu ótimo passe de Alemão, avançou para dentro da área e chegou batendo, mas errou o alvo e mandou à esquerda. No minuto seguinte, Getúlio fez grande jogada pela direita, rolou para a entrada da área e Rômulo chegou batendo, porém a bola passou raspando a trave e foi para fora.

O Avaí passou a usar a bola aérea, até pela presença de dois centro-avantes e empurrou o Oeste, que tinha espaços pouco aproveitados para contra-ataque, e se segurava. Aos 47, Marquinhos recebeu na entrada da área, bateu rasteiro e a bola sobrou para Beltrán, que girou para cima da defesa e finalizou de canhota, mas pegou fraco e Tadeu segurou a última chance avaiana, garantindo uma suada vitória ao Rubrão.

Com 18 pontos, o Oeste se aproxima do G-4, e alcança a sétima posição. O Avaí continua entre os quatro primeiros de qualquer maneira, com 22 pontos, mas pode perder a vice-liderança até o fim da rodada.

O Oeste volta a campo na próxima quinta-feira (5), novamente na Arena Barueri contra o Guarani, às 18h. No dia anterior, na quarta-feira (4), o Avaí recebe o Goiás, às 20h30.

VAVEL Logo

Avaí Futebol Clube Notícias

há 5 dias
há 9 dias
há 9 dias
há 12 dias
há 12 dias
há 19 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês