Andrey frisa necessidade de crescimento do Vasco no ano: “Raça e técnica não vão faltar”

Volante contou também que elenco abraçou trabalho de Jorginho e precisa passar confiança para torcida

Andrey frisa necessidade de crescimento do Vasco no ano: “Raça e técnica não vão faltar”
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

O Vasco se prepara nesta semana para o confronto mais importante do ano na próxima segunda-feira (16), em São Januário. O cruz-maltino encara o Bahia, pelo jogo de volta da Copa do Brasil, precisando reverter um placar de 3 a 0, sofrido no jogo de ida. 

Andrey falou com a imprensa após as atividades da manhã desta terça-feira (10). O jogador demonstrou felicidade com a volta do goleiro e capitão Martín Silva, que disputou a Copa do Mundo com a Seleção do Uruguai: “Notícia muito boa. O Martín Silva é o nosso líder. Ele é um cara sensacional, tem uma liderança que poucos têm. Ele acrescenta muito"

Quanto ao esquema tático do time, o jovem comentou a compactação que a formação pode dar e alegou que era o que o Gigante da Colina precisava: “O time fica mais compactado. Ficam duas linhas de 4. Acho que o Pikachu tem a mesma liberdade, só tem de voltar mais e marcar mais um pouco. Acho que precisávamos".

O meio-campista elogiou o tempo de intertemporada, a confiança que o trabalho com Jorginho passou e ressaltou a importância do apoio da torcida para que o Vasco alcance suas metas. 

“A pausa nos fez parar, pensar bem, rever os nossos erros. O tempo de trabalho com o Jorginho deixou o grupo confiante. Com a força da torcida e do nosso grupo vamos buscar o resultado".

Andrey comentou a necessidade de passar confiança ao torcedor sendo uma semana importante, que antecede ao duelo contra o Bahia: “A torcida também precisa que a gente passe essa confiança. É uma semana muito importante para a gente. Acho que o ambiente pode mudar"

Por fim, o atleta contou que o elenco abraçou o trabalho imposto pelo novo treinador, além do desejo de mudar o panorama na temporada, aliando a isso raça e técnica.

"Quando chegam pessoas novas, muda o jeito de trabalhar. Abraçamos isso. Queremos reverter essa situação, mostrar que podemos. Podem ter certeza que vontade, raça e técnica não vão faltar dentro de campo"