Promessa de gols? Melhores ataques da Série B, Avaí e Atlético-GO duelam por posições mais altas
Foto: Jamira Furlani/Avai FC

Promessa de gols? Melhores ataques da Série B, Avaí e Atlético-GO duelam por posições mais altas

Duelo entre quarto e quinto colocados da Série B é decisivo para quem termina rodada no G-4; Leão tem cinco desfalques, enquanto Dragão tem dois e alguns retornos para mexer no time

bruno-da-silva
Bruno da Silva
AvaíAranha; Alemão, Marquinhos Silva, Betão; Guga, Luan (Matheus Barbosa), Pedro Castro, João Paulo; Getúlio, Rômulo, Beltrán. Técnico: Geninho
Atlético-GOJefferson; Alisson, Lucas Rocha, Oliveira, Bruno Santos; Pedro Bambu, Fernandes, Tomás Bastos; André Luís, Renato Kayser, Júnior Brandão. Técnico: Claudio Tencati
ÁRBITRODaniel Nobre Bins, que será auxiliado por Maurício Coelho Silva Penna e Michael Stanislau, todos do RS
INCIDENCIASPartida válida pela 16ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro 2018, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis, SC; a partida começa às 19h15

Rebaixados à Série B no ano passado, Avaí Atlético-GO estão firmes na luta pelo retorno imediato à elite do futebol brasileiro. Nesta terça-feira (17), na Ressacada, às 19h15, as equipes fazem um duelo direto pelo G-4 da competição. Quem vencer, vai terminar entre os quatro primeiros e, de quebra, mais perto da liderança.

O confronto põe frente a frente dois times com a mesma pontuação - 25 pontos - e com os dois melhores ataques da Série B. O Atlético-GO marcou 26 gols em 15 jogos, enquanto o Avaí fez 24. A diferença é na defesa. Enquanto o Leão só sofreu 14 gols - quarta melhor defesa -, o Dragão teve sua defesa vazada 23 vezes. É o time que mais sofreu gols em toda a competição, ao lado do lanterna Boa Esporte.

Nos três cinco confrontos, os goianos dominaram: quatro vitórias e um empate, 11 gols marcados e dois sofridos. O último deles foi pela Série A, em Florianópolis, com vitória do Atlético-GO por 2 a 0, com gols de Luiz Fernando e Walter. No total, foram 14 encontros, com seis vitórias do Dragão, cinco do Avaí e quatro empates. A última vitória do Leão sobre o rival foi em 2014: 2 a 1, pela Série B.

Com cinco desfalques, Geninho faz mistério

Após três jogos sem vencer, o Avaí voltou a comemorar uma vitória na Série B. O 2 a 1 sobre o Londrina, no Paraná, confirmou o retrospecto do time como visitante e recolocou os catarinenses no G-4, com 25 pontos. Porém, a posição não é confortável. O Atlético-GO, rival desta terça-feira (17), tem a mesma pontuação, e outros três times ainda podem ultrapassar o Leão na rodada.

Para este confronto direto, o Avaí terá cinco desfalques. O zagueiro Airton, o lateral-esquerdo Capa, o volante Judson e o artilheiro do time, Renato, estão suspensos, enquanto o centro-avante Rodrigão está fora por lesão. Alemão volta e entra na zaga. O técnico Geninho confirmou ainda as titularidades de João Paulo e Beltrán, mas ainda tem dúvidas no meio e no ataque.

"Vamos aproveitar os jogadores dentro daquilo que temos. Na zaga, volta o Alemão. Na lateral é o João, simples. O Beltrán segue no lugar do Rodrigão. Mais uma vez estou quebrando a cabeça para decidir quem vai substituir o Renato. Em casa temos que atacar e impor o jogo. E a substituição do Judson? Como encaixa? Ontem (no domingo, 15) a ideia inicial não me agradou muito. Mudei, melhorou, mudei de novo. Vamos analisar. (A dúvida é) quem vai no lugar do Judson", admitiu.

Para a vaga de Renato, Getúlio é o favorito, com Luanzinho e Carlos Alberto como outras opções, enquanto Matheus Barbosa e Luan são os candidatos no meio-campo.

Luanzinho (com a bola) e Getúlio (colete) podem pintar no time titular do Avaí (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)
Luanzinho (com a bola) e Getúlio (colete) podem pintar no time titular do Avaí (Foto: André Palma Ribeiro/Avaí FC)

Geninho espera contar com o apoio do torcedor para buscar o resultado. O Avaí conquistou apenas duas de suas sete vitórias na Série B na Ressacada - no ano, foram somente cinco vitórias como mandante e 12 como visitante. O treinador conta com o suporte da torcida, para que os jogadores também se sintam mais à vontade.

"Precisamos muito do apoio do torcedor para a equipe, para todos os jogadores. Tem jogador que tem ótimo desempenho fora, mas aqui dentro tem dificuldade de rendimento, justamente pela cobrança, pela pressão. A torcida precisa jogar junto o tempo todo. Ganhar o jogo é o que ela quer, e isso nós precisamos fazer, jogar no ataque, pressionando sempre. Até deixamos espaços lá atrás, mara precisamos estar na frente. O Atlético-GO joga muito parecido com Avaí do ano passado, lá atrás, esperando, mas quando sai para o contra-ataque é mortal", destacou.

Tencati destaca evolução e foca em manter bom desempenho

Depois de um início claudicante, o Atlético-GO conseguiu engatar resultados e colar no G-4. Campeão da Série B em 2016, o Dragão vem de quatro vitórias consecutivas, cinco jogos sem derrota, e consolidou seu bom momento batendo o líder Fortaleza, fora de casa, por 1 a 0, em jogo que ficou mais da metade com um a menos. Com 25 pontos, os goianos tem a mesma pontuação do quarto colocado e rival desta terça-feira (17), o Avaí.

Após a vitória em Fortaleza no sábado (14), o Atlético-GO nem voltou para casa. Saiu do Nordeste direto para Florianópolis, em busca da quinta vitória em sequência, algo que não acontece desde a reta final da Série B em 2016, quando o Dragão venceu as cinco últimas partidas do campeonato na campanha do título.

Delegação do Atlético-GO saiu de Goiânia na sexta-feira (13) e só retornará na quarta-feira (18) (Foto: Divulgação/Atlético-GO)
Delegação do Atlético-GO saiu de Goiânia na sexta-feira (13) e só retornará na quarta-feira (18) (Foto: Divulgação/Atlético-GO)

Apesar da proximidade com o G-4, o técnico Claudio Tencati não assume a pressão de estar neste grupo tão cedo no campeonato. Para o comandante, o importante é manter o desempenho e somar pontos para assumir essa posição no grupo de acesso no momento decisivo.

"Neste momento não tenho esta preocupação com o G-4. Nosso foco é ter o Atlético-GO no bloco da frente, próximo ao grupo de acesso. Um passo de cada vez. Estamos evoluindo como equipe. Os jogadores estão tomando as decisões certas. Estávamos há cinco jogos sem vencer. Já evoluímos. Nosso sistema defensivo não sofreu gols nos últimos dois jogos. Então, no momento certo vamos entrar no G-4", reforçou.

Tencati não vai poder contar com o meia João Paulo, que foi expulso na última rodada, e com o volante Rômulo, suspenso pelo terceiro amarelo. Assim, Tomás Bastos e Fernandes devem assumir as posições no time titular. Quem retorna de suspensão é o lateral-direito Alisson, que deve retomar a vaga de Jonathan.

VAVEL Logo

Avaí Futebol Clube Notícias

há um dia
há 8 dias
há 8 dias
há 15 dias
há 16 dias
há 16 dias
há 21 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês