Ederson Moreira se mostra insatisfeito com partida do Bahia: “Desejo atuações melhores”

Graças ao triunfo por 3 a 0 no primeiro jogo, equipe baiana passou para próxima fase da Copa do Brasil

Ederson Moreira se mostra insatisfeito com partida do Bahia: “Desejo atuações melhores”
Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Classificado! O Bahia está nas quartas de final da Copa do Brasil de 2018. O clube baiano segurou a vantagem obtida no primeiro jogo e passou pelo Vasco. O foco agora é a sequência do Campeonato Brasileiro e até mesmo da própria competição. 

O treinador Enderson Moreira se mostrou totalmente insatisfeito com a derrota do Tricolor baiano para o clube carioca, no jogo de volta das oitavas de final do torneio no estádio de São Januário. 

A gente quer sempre mais, a gente deseja isso, quero passar ao nosso torcedor. A gente sabe das dificuldades todas que a equipe tem passado. A gente sabe que precisa continuar trabalhando. Daqui a pouco as coisas começam a acontecer de uma maneira um pouquinho mais natural. Mas a equipe teve um comportamento bom no aspecto defensivo. Foram dois gols de bola parada, que a gente acabou vacilando numa falta lateral e o pênalti, que é duvidoso... Não posso falar nada... Mas não quero justificar isso”

O treinador ainda falou do desejo para os próximos jogos e sobre a classificação mesmo com a derrota por 2 a 0, isso porque o Bahia venceu a primeira partida por 3 a 0. 

“Quero falar que temos o desejo claro de ter atuações melhores, de fazer com que o nosso torcedor tenha cada vez mais orgulho, mas o mais importante para a gente hoje era a classificação. Era uma coisa importante. Copa do Brasil é isso. É um jogo de 180 minutos e a gente saiu vencedor nesse confronto", justificou durante a entrevista coletiva.

Questionado sobre as entradas de Vinicius e Mena no time titular, nas vagas de Régis e Élber o treinador respondeu:"Vinícius é um jogador que tem uma capacidade boa de retenção de bola, de posse de bola. A nossa expectativa era que a gente pudesse controlar um pouco mais o jogo. A gente sabia que era importante isso. Acabou que a gente não teve tanta condição de fazer isso. Talvez no final do primeiro tempo que a gente conseguiu botar a bola no chão e rodar de um lado, do outro, ter um pouco mais de tranquilidade. Mas são opções em cima daquilo que a gente visualiza. Um jogador pode começar e o outro terminar. O Régis entrou muito bem nessa etapa final, por muito pouco podia ter definido e ajudar de uma outraforma. Então a gente tem que pensar sempre nas possibilidades, ver as mudanças que são necessárias, porque o jogo é muito intenso e desgastante".

Por avançar para a próxima fase o Bahia recebe um total de 2,4 milhões de reais em premiação, nas quartas de final o Esquadrão de Aço encara o Palmeiras, o primeiro jogo é em Salvador e o duelo de volta esta marcado para São Paulo.