De contrato assinado, Maxi López enaltece projeto e torcida do Vasco

Atacante assumiu responsabilidade da camisa 11 do Alvinegro e garantiu bagagem para Clássico dos Milhões

De contrato assinado, Maxi López enaltece projeto e torcida do Vasco
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco.com.br)

Maxi López é oficialmente o novo atacante do Club de Regatas Vasco da Gama. O mais novo reforço do Cruz-Maltino realizou exames médicos, assinou contrato e já deu suas primeiras palavras à imprensa como atleta do clube carioca, tudo nesta terça-feira (17). 

Com vínculo ratificado até dezembro de 2019, o argentino de 34 anos comentou o desejo que tinha de poder se sentir importante e que se apaixonou pela torcida ao assistir o jogo da última segunda-feira (16), em São Januário

“É uma oportunidade importante ir para o um grande time. Estava com vontade de me sentir importante. É um projeto que eu queria, voltar para o Brasil. Já assisti ao jogo de ontem e fiquei apaixonado pela torcida. Vou tentar fazer meu trabalho para dar alegria”.

Quem veste a camisa 11 do Gigante da Colina tem uma tarefa grande, já que foi a camisa do baixinho Romário. Maxi não demonstrou medo ao assumir o compromisso: “Para mim é uma responsabilidade. Um craque, um ídolo do Vasco. Vou fazer o melhor de mim o tempo inteiro por esse clube, por esse time”

Nem tudo é só amores e risos. O atleta teve que tomar uma decisão complicadíssima ao aceitar a proposta feita pelo Vasco, mas ele não demonstrou dúvidas quanto sua escolha: “Essa foi a decisão mais difícil da minha vida futebolística e da vida. Quando falaram do Vasco, falei 100% sim. Deixei a família na Itália, mas aceitei. Me fizeram sentir importante”.

Quando estará apto para poder estrear pelo Alvinegro é uma incógnita, mas o atacante contou que apesar das férias estava treinando. Ele passou a responsabilidade para Jorginho e disse que tentará estar pronto o quanto antes. 

“Tenho que conversar com treinador. Estava no período de férias, mas treinando. Tenho que conhecer os companheiros, entrar no ritmo. No Brasil joga-se o tempo todo. A decisão vai ser do treinador, e eu vou tentar ficar pronto o mais rápido possível”

A torcida vascaína abriu os braços para receber Maxi López. Ele tratou como inesquecível a experiência e revelou que estava com saudades desse ambiente: “Foi inesquecível entrar no estádio e a torcida gritar meu nome, sem eu jogar nem chutar a bola. Primeira vez que aconteceu comigo. Estava com saudade de campo cheio, dessas coisas... Eu precisava”

Como todo postulante a craque do Almirante, o argentino foi questionado sobre o tradicional Clássico dos Milhões, entre Vasco x Flamengo. Ele garantiu bagagem para o duelo: “Já joguei River x Boca, Barcelona x Madrid... Gre-Nal. Sei que é importante. quando chegar o momento desta partida (contra o Fla), vamos falar”.