Com direito a lei do ex, São Paulo vence Flamengo e cola na liderança
Equipe tricolor marcou o gol com Everton, ex-Flamengo (Foto: Divulgação/SPFC)

Na noite dessa quarta-feira (18), o São Paulo foi até o Maracanã e derrubou o líder Flamengo, por 1 a 0. O gol foi marcado por Everton, no primeiro confronto contra sua ex-equipe. A partida foi marcada por muitas chances desperdiçadas, de ambos os lados.

Com o resultado, a equipe paulista chegou a 26 pontos, um ponto a menos que os cariocas, que tem 27 pontos. Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrentará o Botafogo, no Maracanã, enquanto o Tricolor receberá o Corinthians, no Morumbi.

A primeira chance da partida foi do São Paulo, mas a finalização de Everton subiu demais. Jogando em casa, o Flamengo marcou no campo de ataque, roubou algumas bolas no início, mas pecou no penúltimo passe. Com isso, o São Paulo voltou a assustar aos 7 minutos, com uma cabeçada perigosa de Arboleda, por cima do gol.

As primeiras chances do Flamengo vieram depois dos 10 minutos: aos 11, Guerrero dominou com categoria na entrada da área, e tocou para Diego chutar travado por Arboleda. Um minuto depois, foi a vez de Éverton Ribeiro arriscar de fora da área, nas mãos de Sidão.

Nos instantes seguintes, a partida ficou mais quente, com entradas duras. Em uma delas, Paquetá e Rodinei se estranharam com Reinaldo, mas o jogo seguiu. Aos 18, Marlos fez grande jogada individual e cruzou, mas a bola passou por todos os rubro-negros e Reinaldo jogou para escanteio. Na sequência, Nenê puxou o contra-ataque, mas Everton foi travado por Léo Duarte na hora do cruzamento.

Aos 23 minutos, a arbitragem se tornou o foco das reclamações, após rubro-negros pedirem falta em Guerrero. Cinco minutos depois, Renê recuperou a bola após erro de Jucilei, chutou forte para boa defesa de Sidão. Um minuto depois, Rojas entortou Réver, chutou forte para ótima defesa de Diego Alves e, no rebote, Diego Souza chutou para fora.

Aos 36, Jucilei não aguentou as dores após dividida com Marlos e saiu para a entrada de Liziero. Dois minutos depois, Diego Souza abriu para Everton chutar travado, e no rebote, Reinaldo finalizou com muito perigo, em mais uma chance paulista. Aos 40, o Flamengo pediu pênalti após finalização de Éverton Ribeiro, mas o jogo seguiu. 

No último lance de perigo da primeira etapa, Diego cobrou falta para a área, Paquetá desviou e a bola explodiu no travessão. Antes do intervalo, o Flamengo ainda ensaiou uma pressão, mas não conseguiu finalizar no gol tricolor.

Segunda etapa com placar inagurado

O segundo tempo começou com tudo. No primeiro minuto, Marlos fez uma jogada de cinema mas na hora de finalizar, foi travado por Arboleda. Aos 3, após contra-ataque, Rojas cruzou na cabeça de Everton, que abriu o placar para o São Paulo, 1 a 0. Após sofrer o gol, o Rubro-Negro partiu em busca do empate, e quase conseguiu dois minutos depois, mas Sidão salvou após cabeçada de Guerrero.

Com a vantagem, o Tricolor passou a gastar o tempo, mas teve que mudar mais uma vez: Rojas saiu para a entrada de Araruna. O jovem jogador não teve autorização do árbitro para entrar em campo, mas assim o fez e levou amarelo por isso. Logo depois, o jogo ficou mais aberto, com Marlos e Nenê perdendo grandes oportunidades de marcar.

Aos 14, Paquetá arriscou da entrada da área, a bola foi rasteira, e Sidão jogou para escanteio. Precisando de gol, Barbieri colocou Fernando Uribe, que entrou pela primeira vez pelo Flamengo, e o atacante teve duas grandes chances logo de cara: na primeira, aos 21, o colombiano perdeu com o gol vazio, após rebote de Sidão. Dois minutos depois, ele fez tudo certo, cabeceando forte para o chão, mas o goleiro tricolor fez um milagre.

Depois da metade do segundo tempo os donos da casa tiveram uma grande chance, em um contra-ataque, mas Uribe não teve confiança e preferiu tocar para Guerrero, que foi desarmado. Depois disso, o Rubro-Negro só conseguiu assustar o gol de Sidão aos 49, mas Guerrero cabeceou tirando tinta da trave. Gastando o tempo, e se defendendo bem, o São Paulo acabou perdendo Araruna, expulso, mas garantiu uma importante vitória, para colar na equipe carioca, na briga pela ponta.

VAVEL Logo