De cobranças à agressão: confira como foi o desembarque do Bahia em Salvador
Foto: Reprodução/TV Bahia

Clima quente no desembarque do Bahia. Cerca de 20 torcedores de uma torcida organizada esperavam o time no aeroporto de Salvador, na noite desta sexta-feira (20), e a insatisfação do grupo era notória.

O primeiro a ser cobrado foi o presidente do clube, Guilherme Bellintani assim que passou pelo saguão. Após a conversa com o mandatário, foi à vez do diretor de futebol, Diego Cerri ouvir questionamentos.

+ Acompanhe tudo sobre o Bahia na VAVEL Brasil

Quando finalmente os jogadores apareceram houve uma apreensão geral sobre passar ou não pelo meio do grupo que os esperava."Vai passar todo mundo por aqui", gritaram integrantes da torcida organizada.

Nilton um dos principais jogadores do elenco e Gilberto atacante recém-chegado ao clube tentaram conversar com os torcedores e conter os ânimos, porem sem muito êxito, pois no momento em que Everson e Junior Brumado, jogadores formados na base do clube, foram questionados e responderam a provocação, começaram as trocas de insultos e um torcedor tentou agredir o zagueiro. Os PMs tiveram que utilizar a força para conter os torcedores, na troca de empurrões e socos, os dois jogadores teriam sido atingidos pelos torcedores.

O clima de cobranças começou após o Bahia perder a Copa do Nordeste para o Sampaio Correia e não melhorou nem mesmo com a classificação do time para as quartas de final da Copa do Brasil, sobre o Vasco.

O último triunfo do tricolor baiano foi dia 21 de junho pelo primeiro jogo da semifinal da Copa do Nordeste, 1x0 em cima do Ceará, de lá pra cá são cinco jogos e apenas um gol marcado.

O Bahia pode fazer as pazes com a torcida neste domingo (22), pois enfrenta o Vitória pelo Campeonato Brasileiro, uma vitória tricolor além de tirar o time da zona do rebaixamento pode dar um gás para o time e um tempo a mais no cargo para o treinador Enderson Moreira que dizem já balançar no cargo.

VAVEL Logo