Kleina comenta sobre propostas de equipes da Série A e fala de futuro na Chape: "Foco jogo a jogo"
Kleina assumiu o comando da Chape em outubro de 2017 (Sirli Freitas/Chapecoense

O treinador da Chapecoense, Gilson Kleina, comentou, nessa sexta-feira (20), as notícias, divulgadas durante a parada para Copa do Mundo, de que ele teria recebido propostas de Botafogo e Fluminense.  Em entrevista ao programa do grupo GlobosatSeleção Sportv, o técnico também falou sobre sua permanência à frente do comando do Verdão. 

"Botafogo eu tive uma conversa com um dirigente. Claro que, sempre com lisura, agradeci. Do Fluminense foi uma especulação, até porque saiu um grande amigo meu de lá, o Abel (Braga), e nem tive esse retorno",  revelou.

Kleina assumiu a equipe em outubro de 2017 e foi o responsável por fazer da Chape o melhor time do segundo turno do último Campeonato Brasileiro. Segundo o treinador, seu desejo é de ficar até, pelo menos, o término do seu contrato, no fim do ano.

"Eu entendo que meu contrato vai até dezembro aqui, espero terminar, a gente sabe como funciona a cultura, mas isso não passa pela minha cabeça porque eu foco jogo a jogo e isso não é mérito, é obrigação de um profissional, para as coisas acontecerem", finalizou.

A Chapecoense entra em campo no próximo domingo (22), para enfrentar o Santos, na Arena Condá, em Chapecó. O jogo está marcado para às 19h.

VAVEL Logo