Preparador de goleiros do Botafogo demonstra confiança em Saulo: "Acreditamos muito nele"
(Foto: Vitor Silva / SSPress / Botafogo)

Na partida do último sábado contra o Flamengo, o Botafogo encontrava-se em apuros com apenas sete minutos de jogo. O adversário liderava o duelo por 2 a 0 e a equipe parecia perdida em campo. Alguns minutos depois, ainda perdeu o goleiro Jefferson, que pediu substituição após um choque forte com o meia rubro-negro Lucas Paquetá

Foi então que entrou em ação o jovem Saulo, de apenas 23 anos. O goleiro entrou na partida em um momento onde tudo se encontrava contra o glorioso. E ele não decepcionou. Fez uma boa defesa, impedindo que o Flamengo marcasse novamente, e saiu de campo deixando uma boa impressão, apesar da derrota.

Saulo, que não atuava pelo time principal do Botafogo há 483 dias, encheu de orgulho o preparador de goleiros do alvinegro, Flávio Tênius, que fez questão de enaltecer o comportamento do jovem atleta no clássico. 

"Gostei muito dele. Gostei da postura dele, de sua atitude e de como se comportou. Apesar de não ter tido tanto trabalho, ele participou muito saindo jogando. Claro que esse tempão que ele estava sem jogar, quase um ano e meio, atrapalha muito, mas a gente procura tentar nos treinamentos aproximá-lo bem das situações de jogo", disse.

Tênius citou a importância dos campeonatos onde jogadores de até 23 anos podem ser inscritos. O preparador afirmou que o Torneio OPG e o Brasileiro de Aspirantes são torneios de suma importância para que atletas consigam manter o ritmo de jogo mesmo sem atuar pelas equipes principais.  

"É um garoto dedicado, tem muita qualidade, a gente acredita muito nele. Ano passado ele foi campeão do OPG. A gente o colocou para jogar até para amenizar um pouco essa falta de jogo, e ele foi muito bem. Ele ajudou demais a equipe, foi muito bem", afirmou. 

Saulo, que em sua entrevista após o clássico enfatizou que 'não se escolhe a hora para ter alguma oportunidade', teve seu discurso reforçado por Tênius

"A gente acredita muito nele, e essa oportunidade apareceu. Eu tinha até falado para ele que a gente não escolhe a hora da oportunidade. Temos que estar prontos. Ele entende bem isso. Gatito está em processo final de recuperação. Ele sabia que ia ficar mais difícil para ele jogar, aí acontece situação do Jefferson. Teve essa oportunidade num jogo muito difícil". 

Por fim, Tênius falou sobre o sentimento de realização pela ótima atuação do pupilo, demonstrando a dificuldade de suportar e reagir bem perante a pressão de substituir um ídolo da torcida naquele momento do jogo.

"Fiquei satisfeito por isso. Porque foi num jogo que o Flamengo estava com 2 a 0, com Maracanã cheio... Quer dizer: tudo a favor do Flamengo. E você entrar assim não é uma coisa muito fácil. Ele conseguiu atender totalmente às nossas expectativas, até mais". 

Saulo deve ser o titular na partida desta quinta-feira (26) contra a Chapecoense, às 19h30, no Nilton Santos. Com Jefferson ainda sob observação no hospital e Gatito em processo final de recuperação da lesão no punho, é provável que ele esteja em campo defendendo o gol alvinegro. Com isso, Diego, titular do time sub-20 do Botafogo e quarto goleiro do elenco principal, ficaria no banco.  

VAVEL Logo