Barcos marca pela primeira vez e garante virada do Cruzeiro contra Atlético-PR no Mineirão

Em jogo envolvido por polêmicas, Arrascaeta se torna o maior artilheiro do estrangeiro da Raposa

Barcos marca pela primeira vez e garante virada do Cruzeiro contra Atlético-PR no Mineirão
Foto: Divulgação/Cruzeiro
Cruzeiro
2 1
Atlético-PR
Cruzeiro : Fábio; Edílson, Dedé, Léo e Marcelo Hermes; Lucas Romero, Lucas Silva (Rafinha), Robinho, Thiago Neves (Raniel) e Arrascaeta; Barcos (Bruno Silva).Técnico: Mano Menezes.
Atlético-PR: Santos; Jonathan, Wanderson, Paulo André e Nicolas; Bruno Guimarães (Rosseto), Lucho González, Guilherme (Marcelo Cirino) e Nikão (Bruno Nazário); Bergson e Pablo. Técnico: Tiago Nunes.
Placar: 0-1, min. 39, Guilherme. 1-1. min. 20/2º, Arrascaeta. 2-1, min. 35/2º, Barcos
ÁRBITRO: Jean Pierre Gonçalves Lima. Auxiliado por Leirson Peng Martins e Lucio Beiesdorf Flor
INCIDENCIAS: JOGO VÁLIDO PELA 14ª RODADA DO CAMPEONATO BRASILEIRO SÉRIE A 2018. DISPUTADO, NO MINEIRÃO, EM BELO HORIZONTE.

Em menos de uma semana, Cruzeiro e Atlético-PR voltaram a se enfrentar. Desta vez, pela 14ª rodada do Brasileirão. Jogando no Mineirão, a Raposa venceu o time paranaense por 2 a 1, na noite deste domingo (22).

Com gols de Arrascaeta, no qual, se tornou o maior artilheiro estrangeiro, com 45 gols e Barcos - o primeiro tento no clube estrelado. Guilherme descontou para o Furacão de pênalti.

Com o resultado, a equipe mineira subiu para a terceira colocação, com 24 pontos. Do outro lado, o Rubro-Negro não vence há seis partidas e ocupa a amarga 19ª posição, tendo apenas 10 pontos.

Foto:Divulgação/Cruzeiro 

Os primeiros minutos do primeiro tempo foi equilibrado. O Atlético-PR pressionava a saída de bola do Cruzeiro, porém, o passe final não era eficaz. Aos 11’, em uma bela triangulação pelo lado esquerdo, Nicolas cruzou para Guilherme, sem goleiro o camisa 17  perdeu grande oportunidade de ampliar o placar. Tentando dar a resposta, o time estrelado conseguiu uma boa troca de passes, ao redor da grande área: Marcelo Hermes para Thiago Neves, que enviou para Barcos que ao tentar passar a bola foi cortado por Bergson .

Aos 19', um impedimento mal marcado. No meio de campo, Arrascaeta ganhou a bola pelo alto. Robinho ficou com a sobra, arrancou e tocou para o camisa 10, que em seguida achou Barcos livre que mando para o fundo do gol.

Já os 39’, foi marcado por um lance polêmico. Jonathan cometeu falta em Arrascaeta. Quando o jogador tentou levantar o lateral-direito prendeu as pernas  impedido o meia de prosseguir. Na sequência, a arbitragem manda seguir e a bola bate no juiz Jean Pierre Gonçalves Lima. Com a sobra, Pablo cruza para Bruno Guimarães que acaba caindo dentro da área - penalidade máxima. Guilherme converteu para os visitantes.

Empurrado pela torcida , a Raposa quase igualou no minuto final dos acréscimos.  Robinho lançou para Barcos, o argentino cabeceou tentando achar o lado esquerdo do goleiro mas mandou pra fora.

Foto:Divulgação/Cruzeiro 

Na volta aos gramados, a primeira chance foi com o dono da casa. Arrascaeta sofreu uma falta aos 2'. Thiago Neves cobrou Santos espalmou e defendeu o rebote de Léo, mandando para escanteio. Logo em seguida, pressionando a saída de bola,  a equipe celeste conseguiu um escanteio. Na cobrança, Dedé subiu alto e mandou em direção ao gol, contudo, no caminho estava o goleiro Rubro-Negro que fez a defesa em cima da linha.

Aos 9' , Barcos inverteu a jogada para Arrascaeta, o uruguaio acabou ficando sem ângulo e devolve para o camisa 28 que conseguiu furar a defesa adversária, na hora de finalizar foi travado por Jonathan. O Pirata acabou sentindo muito no lance e foi rapidamente atendido fora do campo.

Aos 13, Arrascaeta perdeu grande oportunidade. Em cobrança de falta, Thiago Neves colocou a bola dentro da área,  que apareceu livre para camisa 10, mas na hora de finalizar pegou mal e mandou para fora.

Adiante, o uruguaio recebeu de Hernán Barcos, fez belo giro dentro da área e chutou para fora. No contra-ataque, Guilherme arriscou o chute de de longe, facilitando a  defesa de Fábio. Aos 20’, Rafinha que tinha acabado de entrar no lugar de Lucas Silva , tocou para Robinho que encontrou Arrascaeta para balançar as redes. 1 a 1.

Em busca da virada,  o Cruzeiro dominou o campo ofensivo. Pelo lado direito, Rafinha tocou para Robinho que serviu Hernán Barcos marca seu primeiro gol com a camisa estrelada. 2 a 1. Entretanto, o atacante estava um pouco a frente do último marcador.

Em uma situação complicada na tabela, o Furacão partiu para o ataque. Todavia, acabou abrindo espaço para o contra-ataque. Aos 40',  Edílson deu uma caneta em é lançou para Raniel partir em velocidade. Lucho entrou por trás e levou cartão vermelho direto.

Foto:Divulgação/Cruzeiro 

O Cruzeiro volta a entrar em campo na próxima quarta-feira (25), contra o Corinthians, às 21h45 (de Brasília), na Arena Corinthians. Já o Atlético-PR enfrentará o Peñarol pela Copa Sul-Americana, na quinta-feira (26), às 19h45 (de Brasília), na Arena da Baixada