Rival íntimo do Vitória, Gabriel prevê jogo difícil para o Sport no Barradão
Foto: Williams Aguiar/Sport

A segunda-feira (23) foi de reapresentação para o elenco do Sport. Como esperado, os semblantes fechados tomaram conta do ambiente leonino, não á toa: no domingo o time perdeu a invencibilidade em casa no ano. O tempo de lamentar a derrota de 2 a 1 para o Fluminense, no entanto, é curto. Quinta-feira já terá um novo desafio, dessa vez fora de casa, contra um rival regional, o Vitória.

Foi sob essa nuance que Gabriel, autor do único gol rubro-negro na última partida, foi convocado para a coletiva diante dos repórteres. Primeiro ele falou sobre a disponibilidade em jogar em várias funções: no clube já foi ponta direita, esquerda, meia e nos últimos dois jogos quebrou o galho até como volante.

(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife
(Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

"Onde precisar vou jogar e tentar ajudar da melhor maneira. Não gosto muito de me avaliar individualmente, acredito que sou um jogador que joga para equipe e assim me torno importante'', disse em trecho reproduzido pelo site oficial do clube.

Baiano de nascimento e lançado no futebol pelo Bahia, grande rival do próximo adversário do Sport, Gabriel se mostrou antenado ao futebol da boa terra e comentou como deve está o também abalado ambiente do oponente de quinta-feira.

"Já pudi jogar vários Bavis e também fiz gol lá pelo Flamengo. Jogar no Barradão é difícil, mas quando as coisas não saem muito bem a torcida pega no pé, mostra impaciência. Podemos aproveitar isso."

Por final, Gabriel também falou das dificuldades que o Sport enfrentará dentro do Barradão, mas sem deixar de mostrar otimismo.

"Vai ser um jogo perigoso, eles estão feridos, não é fácil ser goleado em um clássico. Temos que ter a atenção redobrada, mas acho que chegou a hora voltarmos a ganhar."

VAVEL Logo