Roger lamenta oportunidades perdidas em derrota do Palmeiras: "A gente sai frustrado"
Roger Machado vem sendo muito pressionado pela torcida palmeirense (Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação)

Na última quarta-feira (25), o Palmeiras foi derrotado pelo Fluminense no Maracanã por 1 a 0, em jogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time carioca agora soma mais 3 pontos, sobe na tabela e fica com 21 pontos, na oitava colocação, enquanto o alviverde estagnou nos 23 pontos e na sexta posição. O gol do jogo foi marcado pelo lateral direito Gilberto.

Muito pressionado pela torcida, Roger Machado analisou o jogo de sua equipe e se diz triste com o resultado final: "É uma derrota que temos de sair chateados e decepcionados, principalmente pelo primeiro tempo que criamos muitas oportunidades de gols e poderíamos ter aberto o placar. No segundo tempo, o Fluminense marcou bastante em seu campo e apostou no contra-ataque. A frustração é por termos criado muito no primeiro tempo e não termos conseguido fazer o gol. A gente sai frustrado do jogo porque poderíamos ter tido um resultado diferente".

Felipe Melo vem sofrendo recorrentemente com cartões amarelos (o jogador está suspenso para a próxima partida). Roger disse que irá conversar com o atleta sobre essa situação, mas que não pode inibir o volante de seu jogo mais físico:

"Sempre há necessidade de conversar. O fato é que o jogo do Felipe é um jogo de intensidade. A gente não pode tirar a característica principal, que é de contenção e ele faz bem seu papel à frente da área. É claro que é sempre importante, esses últimos dois (cartões) foram no início do jogo.  A troca no segundo tempo foi em função em parte disso, de o Fluminense jogar em contra-ataque, e o jogador do meio-campo ficar mais exposto e correr o risco de perde um jogador muito cedo. Claro que a gente conversa, o campeonato é dura, os critérios de arbitragem por vezes se altera. Não sei se valeria naquele momento um cartão amarelo, no início do jogo.As maiores chances que criamos foram no primeiro tempo".

Para Roger, o Palmeiras está perto de encontrar um equilíbrio de jogo, mas está deixando as chances de encostar nos líderes passarem: "Falta pouco para a gente encontrar esse equilíbrio, mas a gente está deixando passar. A chance de chegar nos líderes acontece a cada rodada e temos de estar prontos para isso. Diferente do jogo contra o Atlético e do anterior, quando cedemos o empate, hoje não tivemos forças, principalmente no segundo tempo, para buscar o empate. Com a criação e as oportunidades do primeiro tempo, a gente não teve eficiência suficiente para colocar dentro da rede".

Gustavo Scarpa foi muito vaiado durante o jogo, mas, para Roger, isso não influenciou na atuação do meia, que - segundo o técnico - teve uma boa atuação, principalmente no primeiro tempo:

"Eu não vi o Scarpa abaixo e que pudesse ligar isso ao fato dele estar sendo vaiado a cada momento que tocava na bola. Scarpa, mesmo jovem, é um jogador experiente, consegue lidar bem com essas situações, assim como o Lucas também teve de lidar quando a gente jogou contra o Santos. Os lances que ele tomou alguma decisão errada foi equívoco do jogo. No primeiro tempo rendeu bem, no segundo tempo todos tiveram nível mais abaixo".

Marcos Rocha saiu ainda no primeiro tempo do jogo, por conta de lesão. Roger avaliou essa situação: "Sentiu alguma coisa no posterior da perna, vai ser reavaliado. Não deu para seguir no jogo. Mayke, que é o reserva imediato, entrou bem, conseguiu fazer a mesma dinâmica. Vamos ver quanto tempo que ele vai ficar fora do time".

O Palmeiras volta aos gramados no próximo domingo (29), às 11h da manhã, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O alviverde enfrenta o Paraná.

VAVEL Logo