Vasco desafia altitude para encarar LDU pela Copa Sul-Americana
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

Vasco desafia altitude para encarar LDU pela Copa Sul-Americana

Clube carioca terá adversário maior que time equatoriano, que serão os 2.850 metros acima do nível do mar de Quito

yannrodrigues
Yann Rodrigues
LDUGabbarini; Quintero, Guerra, Salaberry e Chalá; Orejuela e Vega; Anderson Julio, Johan Julio e Guerrero; Anangonó.
VascoMartín Silva; Luiz Gustavo, Ricardo Graça, Oswaldo Henríquez e Henrique; Andrey e Cosendey; Giovanni Augusto, Wagner e Kelvin; Thiago Galhardo.
ÁRBITROJuan Soto (VEN).
INCIDENCIASPartida válida pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana, disputada no estádio Casa Blanca, em Quito, no Equador.

Após 20 anos o Vasco volta ao Equador para disputa da Copa Sul-Americana. O rival da vez é a Liga Deportiva Universitaria (LDU), em jogo válido pela segunda fase da competição internacional. É a primeira partida do Cruz-Maltino no país desde o título da Libertadores em 1998. 

Para encarar a altitude de Quito e os campeões da América em 2008, o Gigante da Colina abraça um histórico positivo em solo equatoriano. São três jogos, duas vitórias, um empate e nenhuma derrota. Contra a LDU será o primeiro confronto. 

Com time misto, Vasco tenta façanha na Sul-Americana

Não é fácil ganhar jogando na altitude, e o Vasco terá desfalque de cinco titulares, metade do seu time. Rafael Galhardo, se recuperando de trauma, Ramon, voltando de lesão, e Yago Pikachu, Breno e Desábato poupados sequer viajaram com a delegação. 

Andrés Ríos é outro que vem atuando com frequência, e apesar de viajar não vai a campo. Thiago Galhardo, como atacante, deve assumir a função de um Alvinegro que tende a ir aos gramados de Casa Blanca com uma tática, peças e postura um pouco mais defensiva. 

Cosendey substitui Desábato no meio. Oswaldo Henríquez assume a vaga de Breno. Luiz Gustavo e Henrique permanecem nas laterais direita e esquerda, respectivamente, e Kelvin entrando na posição de Pikachu, pelo flanco direito. 

Em entrevista ao programa Seleção SporTV nesta terça-feira (24), antes do treino no Olímpico de Atahualpa, Jorginho demonstrou preocupação com a velocidade da LDU e com o pivô do centroavante da Liga: “Eles têm outro atacante aqui, grande (Anangonó). Dava casquinha para que os jogadores de velocidade entrassem no facão. Temos que ter cuidado. É um time muito rápido”

(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)
(Foto: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br)

+ Jorginho não demonstra preocupação com partida do Vasco na altitude

Se reformulando após saída de Barcos, LDU busca afirmação na Sul-Americana

Não é fácil perder seu artilheiro, capitão e craque do time. Foi o que aconteceu com a LDU quando o argentino Hernán “El Pirata” Barcos deixou o clube rumo ao Cruzeiro, onde já estreou e marcou gols no Brasil. 

O veloz time equatoriano se fia em alguns pilares para o jogo diante do Vasco, como o volante Vega, que é parceiro de Orejuela, ex-jogador do Fluminense. A defesa é o ponto forte do clube. 

Do meio para frente, quem deve dar trabalho é o ponta esquerda Fernando Guerrero que, apesar de demonstrar irregularidade, é veloz e habilidoso. As jogadas com o pivô Anangonó, substituto de Barcos, são bastante utilizadas pela velocidade dos extremos. 

Pablo Repetto, treinador da Liga Deportiva Universitaria, elogiou o time carioca e lembrou a necessidade de um bom resultado em casa: “É uma equipe de bom nível, vem de vitória em casa contra o Grêmio ficando com um homem a menos em grande parte da partida. Isso só mostra que é uma equipe muito dura. Bom, teremos que dar tudo para conseguir um bom resultado e ir com possibilidades para o Brasil”

(Foto: Divulgação/LDU)
(Foto: Divulgação/LDU)
VAVEL Logo