Atlético-PR e Peñarol se reencontram um ano após amistoso com briga
Foto: Divulgação Atlético-PR

Atlético-PR e Peñarol se enfrentam nesta quinta feira (26), às 19h30, na Arena da Baixada, em jogo válido pela segunda fase da Sul-Americana, e as lembranças do último encontro são violentas. Naquela oportunidade, o jogo valia apenas como preparação para as equipes e o resultado da partida foi um empate sem gols.

O clima antes do jogo era de festa, já que seria o reencontro da torcida com o Furacão, após o término da temporada, porém a festa acabou tão logo o árbitro autorizou o início da partida. O duelo foi marcado por excesso de violência, princípios de confusão e muito bate boca no campo. O resultado disso foram 9 cartões amarelos e 3 vermelhos; um número raro em jogos amistosos.

+ Acompanhe as últimas do Furacão na VAVEL

O goleiro Santos é um dos jogadores que estava em campo naquele amistoso e que permanece no elenco rubro nego. O guarda redes também participou dos jogos contra o Newell’s Old Boys, na primeira fase da Sul-Americana deste ano. Ele comparou o amistoso daquele ano com as partidas que virão.

“As equipes sul-americanas são fortes fisicamente. O jogo deve ser parecido com o que foi o amistoso, e precisamos aproveitar o primeiro jogo para tentar fazer um bom resultado”, disse.

O Furacão, assim como na primeira fase, jogará a primeira partida em casa, e vai atrás de um resultado bom tal qual o jogo contra o Newell’s, onde abriu vantagem de 3 a 0 para o jogo de volta. Santos frisou a importância de não tomar gols em casa.

“É importante não tomar gol, porque com o gol qualificado, o time visitante leva uma vantagem. Precisamos nos manter focados para buscar um bom resultado”, comentou.

O Atlético-PR realizou o último treinamento antes do jogo na tarde desta quarta-feira (25). Os trabalhos foram realizados no Joaquim Américo, palco do confronto de amanhã (26).

+ Você acompanha tudo de Atlético-PR e Peñarol aqui, na VAVEL
 

VAVEL Logo