Na Vila, Santos e Flamengo ficam apenas no empate, e São Paulo pode assumir a liderança
(Foto: Staff Images/ Flamengo)

Na Vila, Santos e Flamengo ficam apenas no empate, e São Paulo pode assumir a liderança

Rubro-Negro saiu na frente logo no começo, mas viu o Peixe empatar ainda na primeira etapa; caso vença o Grêmio, Tricolor paulista pode se tornar líder

rafalisboa
Rafael Lisboa
SantosVanderlei; Victor Ferraz, Lucas Veríssimo (Luiz Felipe), Gustavo Henrique e Dodô; Alison e Diego Pituca (Léo Cittadini); Gabriel Barbosa, Eduardo Sasha (Renato), Rodrygo e Bruno Henrique. Técnico: Serginho Chulapa
FlamengoDiego Alves; Rodinei, Réver, Léo, Renê; Cuéllar, Paquetá, Diego (Henrique Dourado); Éverton Ribeiro, Sávio (Geuvânio) e Guerrero (Uribe). Técnico: Maurício Barbieri
PlacarBruno Henrique (2'1ºT - contra - 0 x 1) e Gabriel Barbosa (33'2ºT - 1 x 1)
ÁRBITROJailson Macedo Freitas (BA) | Cartões amarelos: Luiz Felipe (SAN) / Diego (FLA)

Nessa quarta-feira (25), Santos Flamengo empataram em 1 a 1, na Vila Belmiro, em partida válida pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols foram marcados, ainda no primeiro tempo, por Bruno Henrique, contra, e Gabriel Barbosa.

Com o resultado, o Peixe pulou para a 13ª posição, com 16 pontos, e enfrentará o América-MG, também na Vila, na próxima rodada. Já o Rubro-Negro segue na liderança, com 31 pontos, mas pode ser ultrapassado pelo São Paulo, que joga contra o Grêmio. Na próxima rodada, a equipe da Gávea receberá o Sport, no Maracanã.

Com 2 minutos, Diego cobrou escanteio, Bruno Henrique tocou contra e Éverton Ribeiro, colado na trave, desviou para o fundo do gol, Flamengo 1 a 0. A arbitragem deu gol contra do camisa 11 do Peixe. Após sofrer o gol, o Santos teve que partir para o ataque, mas deixava espaços pelo lado direito da defesa, onde Matheus Sávio e Lucas Paquetá levaram perigo.

A primeira chegada do Peixe foi aos 10 minutos, após grande jogada individual de Rodrygo, mas o cruzamento da joia santista passou por toda a pequena área, sem que ninguém tocasse na bola. Aos 16, sentindo dores nas costas, Lucas Veríssimo saiu para a entrada de Luiz Felipe. Cinco minutos depois, Victor Ferraz fez boa jogada individual e chutou para grande defesa de Diego Alves. 

As chegadas pelo lado direito de ataque foram a tônica na primeira etapa, e assim saiu o empate aos 33: Rodrygo fez uma jogada de cinema, passando por três marcadores, e cruzou na medida para Gabriel completar para o fundo do gol, 1 a 1. Antes do intervalo, Paquetá e Bruno Henrique tentaram modificar o placar, mas sem sucesso.

Para o segundo tempo, Chulapa colocou Renato no lugar de Eduardo Sasha, fechando mais o meio-campo. Precisando da virada para se afastar da parte de baixo, o Santos recomeçou em cima, buscando o segundo gol. Mas a primeira chance depois do intervalo foi de Matheus Sávio, aos 5, e Vanderlei defendeu.

A partir dos 10 minutos, o Rubro-Negro passou a ter o domínio da partida, e o Santos passou a defender o empate e, se possível, tentar o contra-ataque para virar o jogo. Sem Vinicius Junior e, ainda, sem Vitinho, a equipe comandada por Maurício Barbieri enfrentou muitas dificuldades para furar o bloqueio santista, já que não tinha nenhum velocista.

Essa carência foi sanada aos 26 minutos, quando Geuvânio entrou no lugar de Sávio, que caiu de rendimento durante a partida. O ex-jogador do clube paulista quase marcou cinco minutos depois, mas Vanderlei fez boa defesa. Aos 37, Éverton Ribeiro fez uma grande jogada individual, e só não fez o segundo do Flamengo, pois Luiz Felipe desviou a finalização para escanteio.

Querendo a vitória, Barbieri foi para o abafa aos 40 minutos, juntando Dourado e Uribe na área. Mas os jogadores rubro-negros não conseguiram fazer com que a bola chegasse aos dois atacantes e, junto com a falta de vontade do Santos, a partida terminou mesmo empatada em 1 a 1. No final, o resultado foi ruim para as duas equipes, que podem ser ultrapassados nessa quinta-feira (26).

VAVEL Logo