Com vaias a Scarpa, Fluminense vence Palmeiras no Maracanã
Gilberto marcou o único gol da partida (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Com vaias a Scarpa, Fluminense vence Palmeiras no Maracanã

No reencontro com Gustavo Scarpa, Tricolor leva a melhor e chega ao seu terceiro jogo invicto sob comando de Marcelo Oliveira

RRodrigues_95
Rodrigo Rodrigues
FluminenseJulio Cesar; Gilberto, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Airton (Ibañez), Jadson e Matheus Norton; Marcos Júnior (Everaldo), Júnior Dutra (Matheus Alessandro) e Pedro Técnico: Marcelo Oliveira.
Palmeirasverton; Marcos Rocha (Mayke), Antônio Carlos, Edu Dracena e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Lucas Lima), Bruno Henrique e Moisés; Gustavo Scarpa, Dudu e Willian (Deyverson) Técnico: Roger Machado.
PlacarGilberto, aos 42 minutos do primeiro tempo.
ÁRBITRORodrigo D’Alonso Ferreira (SC).
INCIDENCIASJogo válido pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2018.

O Fluminense fez o seu dever de casa ao vencer o Palmeiras por 1 a 0, no Maracanã, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro. Graças ao gol de Gilberto, o Tricolor chegou ao seu terceiro jogo consecutivo sem derrota sob o comando do técnico Marcelo Oliveira, que assumiu a equipe após a parada da Copa do Mundo. Com o resultado, o Fluminense pula para a oitava posição, com 21 pontos. O Palmeiras, por sua vez, segue em sexto, com 23.

A partida marcou o reencontro entre Gustavo Scarpa e o Fluminense. Como já era esperado, o jogador foi bastante vaiado pelos mais de 20 mil torcedores presentes no estádio. Em campo, o camisa 14 teve atuação discreta.

A derrota também teve um gosto amargo para o meia Dudu, que completou na noite desta quarta-feira (25) 200 jogos com a camisa do Palmeiras. Ele chegou ao clube em 2015 e conquistou dois títulos nacionais: a Copa do Brasil de 2015 e Brasileirão de 2016.

Palmeiras joga melhor, mas Flu sai em vantagem no primeiro tempo

Mesmo jogando fora de casa, o Palmeiras começou melhor do que Fluminense no primeiro tempo. Com jogadores rápidos e habilidosos, casos de Willian, Scarpa e Dudu, os visitantes não encontraram dificuldades para infiltrar na defesa tricolor. A primeira grande chance de gol aconteceu logo aos quatro minutos. Após falha de Gum, Willian tocou para Dudu, que bateu da entrada da área para a grande defesa de Júlio César.

Sem um meia de criação, o Fluminense via os flancos do campo como uma alternativa para surpreender o Palmeiras. Marcos Jr, pelo lado esquerdo, e Junior Dutra, direito, criavam boas jogadas para Pedro, que desperdiçou boa chance aos nove minutos. Mais encorpado, os visitantes obrigaram Júlio César a fazer outra ótima defesa aos 19, após cabeçada de Moisés. 

No fim do primeiro tempo, o Fluminense, que pouco havia incomodado Weverton, chegou ao seu gol. Após cobrança de falta, a bola sobrou para Gilberto, que de canhota, abriu o placar da partida.  O Palmeiras criou mais chances, mas o Tricolor foi mais efetivo, e por isso, saiu em vantagem na etapa inicial.

Scarpa é observado pelo lateral Ayrton Lucas (Foto: Mailson Santana)
Scarpa é observado pelo lateral Ayrton Lucas (Foto: Mailson Santana)

Segundo tempo truncado e com poucas chances

Animado com o gol, o Fluminense voltou melhor do que em relação ao primeiro tempo. Assim, o Palmeiras não encontrou tantos espaços para incomodar Júlio César, mas tinha a posse de bola e iam mais ao ataque, já que estavam atrás no placar. Insatisfeito com a produtividade do Palmeiras, o técnico Roger Machado promoveu as entradas de Lucas Lima e Deyverson.

Entretanto, pouca coisa mudou. O Fluminense, em vantagem, ficou mais atrás a partir do momento que o jogo chegava ao seu fim. E o Palmeiras, por sua vez, tinha a bola, mas abusava nos erros de passe e, assim, pouco oferecia perigo. Nervoso, o time paulista ainda perdeu o zagueiro Edu Dracena expulso após carrinho violento em Everaldo. Mais inteiro, o Fluminense apenas administrou a vitória no Maracanã.

VAVEL Logo