De volta à beira dos gramados, Adilson Batista exalta vitória do América-MG: “Fomos felizes"
Foto: Divulgação/América-MG

De volta à beira dos gramados, Adilson Batista exalta vitória do América-MG: “Fomos felizes"

Nesta noite, Adilson completa três anos do seu último trabalho; Treinador destacou a importância do triunfo americano e não poupou elogios ao meia Ruy

IzabelleFranca
Izabelle França

Após uma sequência de cinco tropeços no Campeonato Brasileiro, o América-MG venceu o Internacional, por 2 a 1, na noite desta quinta-feira (26), no Estádio Independência, pela 15ª rodada do torneio nacional.

+ Acompanhe todas as notícias sobre o América-MG na VAVEL 

A noite, marcou a estreia do  técnico Adílson Batista na beira dos gramados - o ex-jogador não comanda um time desde 26 de julho de 2015. Com  o pé direito, a equipe alviverde deixou zona de rebaixamento, subindo três posições , ocupando a 14ª colocação, com 17 pontos.

Após o término da partida, Adilson comentou sobre a escalação do time Colorado: com quatro atacantes. Segundo ele, o Coelho soube se portar dentro de campo e aproveitou a maneira em que o time jogava antes da parada da Copa.

"Ele tentou usar as costas dos nossos dois meio-campistas com mais esse atacante. Corrigimos isso no início. Acho que fizemos um bom primeiro tempo, muito bom. A gente precisa respeitar a forma da equipe adversária jogar. E nós, dentro do nosso conceito, da nossa ideia, dentro daquilo que foi trabalhado, daquilo que eu observei em alguns jogos, eu tentei fazer, com as duas linhas de quatro e o Ruy e o Rafael Moura. Acho que cumprimos bem, principalmente no primeiro tempo", relatou.

Para mais, o treinador americano agradeceu a maneira de como foi recebido no América, no qual, todos ajudaram no resultado. Principalmente, o meia Ruy que ajudou mo ritmo de jogo da equipe mineira. 

"Acho que o Ruy fez uma grande partida, para mim um dos melhores em campo. Criou, organizou, segurou, cadenciou, virou, penetrou... Conheço o Ruy desde o Operário-PR, quando ele foi campeão paranaense. Eu moro em Curitiba, tenho cadeira lá no meu querido Atlético-PR. Estava sempre observando os jogos. Conheço o potencial, conversei e o coloquei desde o início. Fomos felizes. Ouvi muita gente do clube, departamento de análise, foram todos importantes. Gostaria de agradecer a colaboração de todos. O América-MG está de parabéns pelo suporte que dá ao profissional. Fiquei muito contente. Eu já conhecia, mas fui muito bem alimentado daquilo que aconteceu até o momento", frisou.

Pela próxima rodada do Brasileirão, o Coelho enfrenta o Santos, neste domingo (29), às 19h, na Vila Belmiro.

VAVEL Logo