Após recusar ofertas, Abel Braga justifica saída do Fluminense: "Precisava olhar pra mim"
FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

O ex-técnico do Fluminense, Abel Braga, concedeu entrevista exclusiva ao site NetFlu. Abel explicou o motivo de sua saída do Tricolor:

"Eu estava muito feliz ali. Se eu saí, foi porque eu precisava olhar um pouco pra mim e olhando pra mim, eu estou olhando pra dentro da minha casa" explicou.

O treinador também declarou que não pretende voltar ao trabalho agora e não quis falar sobre possíveis sondagens:

"Eu não gosto de falar sobre isso. Eu não vou trabalhar agora. Eu não saí do Fluminense por sair. Eu tinha um ambiente maravilhoso no Fluminense e não vou pegar outro clube agora".

Abelão afirmou que também não gosta de pegar um clube no meio. E teve interesse em assumir a seleção do Egito, mas recusou por considerar traição.

"Eu não sou um camarada assim, não. O presidente vinha num momento de pressão política muito grande e sei que não seria legal para ele se saísse. A torcida gosta muito de mim, mas fazer isso e pegar outro clube seria sacanagem".

Com a saída do Fluminense, Abel agora quer tirar férias. Tem paixão por futebol, fica torcendo pelos times que gosta, como Fluminense e Inter, mas segundo ele precisa descansar:

"Até dezembro, só quero viagem, viajar bastante, Portugal, Paris, Sardenha... é isso que vou fazer agora".

O técnico afirmou que não se surpreende com a boa fase do Fluminense, agora sob o comando de Marcelo Oliveira. E que está feliz com os últimos resultados.

"Não surpreende. O Fluminense jogou bem contra o Palmeiras? Jogou mais ou menos. Mas não faltou alma e dedicação. Maravilha. Eu estou feliz da vida. Eu falei para o Abad que teria tempo e que viria outro cara (técnico)" finalizou.

VAVEL Logo