Para lavar a alma! Atlético-PR goleia Vitória e ganha sobrevida no Campeonato Brasileiro
Cirino tem dois gols em dois jogos na volta ao Furacão (Foto: Twitter/Atlético-PR)

Uma tarde de alívio para os torcedores do Atlético Paranaense. Já eram seis rodadas sem vencer no Campeonato Brasileiro, mas com uma atuação quase impecável, a equipe passou com autoridade pelo Vitória neste domingo (29) e goleou por 4 a 0. Um triunfo para recuperar a autoestima atleticana para a sequência do torneio.

Pressionado, o Furacão estava disposto a encerrar a má fase. Logo no primeiro minuto de jogo os paranaenses chegaram com perigo, com Marcelo Cirino tabelando com Pablo, mas tendo seu chute travado pela defesa. Era uma amostra do que viria pela frente.

Aos 11, Marcelo recebeu um cruzamento açucarado de Jonathan para cabecear e estufar as redes do goleiro Ronaldo. Foi o segundo gol do atacante na sua volta ao Atlético, que já havia marcado na reestréia diante do Peñarol, pela Copa Sul-Americana. Um gol precoce e fundamental para dar tranqüilidade aos comandados de Tiago Nunes, que permaneciam soberanos em campo.

Pablo, com 18 minutos de jogo, perdeu uma ótima oportunidade de já ampliar o marcador. Marcelo foi à linha de fundo e cruzou rasteiro, a bola sobrou limpa para o atacante livre de marcação finalizar, mas ele mandou à direita do gol.

A superioridade era tanta, que três minutos depois, Marcinho não perdoou. Pablo tabelou com Cirino, fez o cruzamento, e Marcinho só teve o trabalho de mandar para o fundo das redes: 2 a 0.

O Vitória tinha dificuldades para chegar ao ataque, sem oferecer grande perigo ao gol de Felipe Alves. Ele, que substituiu o suspenso Santos, fez uma partida segura. A melhor defesa foi em uma falta cobrada por André Lima, em que bem posicionado espalmou para escanteio.

Ainda acréscimos do primeiro tempo, o Furacão chegou ao terceiro gol. Renan Lodi avançou pela esquerda, invadiu a grande área finalizou. Ronaldo bateu roupa, e o estreante Wellington apareceu para marcar o tento que praticamente liquidava a partida antes dos times irem para o intervalo.

Para a segunda etapa, os treinadores manteram as mesmas formações. O jogo perdeu em intensidade, mas a equipe baiana continuava com os mesmos problemas do primeiro tempo. Com uma boa vantagem, o Atlético procurava administrar o resultado. Nada mal para Felipe Alves, que foi um mero espectador no segundo tempo.

Aos 24 minutos, saiu o último golpe. Nikão, que veio do banco, disparou pela esquerda e fez a assistência para Pablo dar números finais ao jogo, e transformar a vitória em goleada. Era o quarto gol dos mandantes, que até tiveram chances de ampliar ainda mais o resultado, mas pecaram na pontaria.

Com o resultado, o Furacão sobe para 18º lugar com 13 pontos conquistados. O Vitória, momentaneamente, permanece em 13º, com os mesmos 18 pontos. Mas pode perder duas posições até o final da rodada.

O Atlético volta a campo no próximo sábado (04), para enfrentar o Corinthians, às 21h, em Itaquera. Um dia depois, o Vitória recebe o Cruzeiro, às 16h, no Barradão.

VAVEL Logo