Moisés anuncia permanência no Palmeiras: "Estou feliz aqui"
Moisés permanece no Palmeiras (Foto: Victor Cunha/VAVEL Brasil)

Moisés anuncia permanência no Palmeiras: "Estou feliz aqui"

Camisa 10 se diz ansioso para a chegada de Felipão e revelou propostas do exterior

vv_cunha
Victor Cunha

Na última quarta-feira (1º), após treino fechado, o Camisa 10 do Palmeiras, Moisés, concedeu entrevista coletiva na Academia de Futebol, onde comentou sobre muitos pontos, como o VAR, Felipão e, principalmente, sua permanência no clube.

Para o meio campista, algumas mudanças propostas pela nova comissão já são sentidas pelo time, que deve acatar isso o mais rápido possível, segundo ele: "Já tem algumas mudanças, uma filosofia deles de trabalho, já tem uma característica de jogo diferente, gostam de ter um centroavante, de ter uma proteção ali, algumas situações táticas e nós temos que acatar o mais rápido possível, porque no Brasil existe pouco tempo de treinamento, então nesse pouco tempo a gente tem que ter uma concentração muito alta pra que  a gente possa conseguir os resultados e executar o que a comissão técnica nova está pedindo".

"Quando você tem um centroavante você utiliza mais o pivô, com um jogador mais móvel você tem as diagonais mais curtas, então a gente tem que saber interpretar o jogador ali e as características pra melhor utiliza-lo. É bom você ter uma proteção porque a gente sabe que hoje em dia os times tem bastante velocidade", completou o atleta, falando sobre a utilização de uma centroavante e um jogador de proteção no meio de campo.

Dudu, camisa 7 do Palmeiras, já trabalhou com Felipão,e já até antecipou como é o novo técnico alviverde: "Conversei com o Dudu, a gente concentra junto. O Dudu falou que trabalhou com ele, que foi muito boa a passagem deles juntos, que é um cara que agrega muito e que faz com que o time sempre dê o máximo e que os jogadores se matem em campo. Então, é um cara que vai nos ajudar bastante e eu tô bem ansioso pra trabalhar com um campeão mundial".

Para Moisés, a situação de troca de treinador é ruim e prejudica o trabalho, mas ele não ausenta os jogadores de culpa nesse tipo de situação: "Toda troca, ainda mais no meio do ano, não é legal, a intenção era ter o Roger por todo o ano, mas a gente sabe como é o futebol de resultados e mesmo com os números bons, nós sabemos que ficou devendo, esses números poderiam ser muito mais altos. Houve uma irregularidade. Temos uma grande parcela de culpa de não conseguirmos estar numa condição melhor no campeonato brasileiro. É uma questão de oscilar muito de um jogo pro outro. Jogar um grande jogo e no outro ser atípico. Ou até mesmo dentro de um jogo só, fazer um bom primeiro tempo e ir mal no segundo. Agora é fazer o melhor pro Felipão ter sucesso junto com nós".

O meia palmeirense diz que a chave para o sucesso nos mata-matas é a concentração e saber analisar seu adversário: "O que precisa ter é uma concentração muito alta, fazer o nosso melhor nos dois jogos e fazendo isso a gente se aproxima mais das vitórias e aumenta a chance de passar pelo nosso adversário. Saber que o jogo não acaba na quinta, mas a gente pode dar um passo à frente. A gente sabe que o Bahia é uma equipe de transição muito rápida e velocidade, é saber as características deles, os pontos fortes, pra neutralizar isso e aproveitar os pontos que a gente acha vulnerável".

Moisés comentou também a chegada de Luiz Felipe Scolari, com toda a sua experiência em Copa do Brasil, que é um dos campeonatos desejados pelo Palmeiras: "Você ter um cara multicampeão e que conhece a competição ajuda. Acredito que trabalhar com um treinador que foi campeão mundial e de outros títulos, fora do nosso país, sem dúvida ele tem muito à nos a acrescentar, no particular e no conjunto também. Então a expectativa é a melhor possível e também esperamos ajudá-lo da melhor forma".

O meia alviverde declarou ser à favor do VAR e que espera uma grande ajuda dessa tecnologia que começará a ser utilizada no Brasil: "Sou muito a favor do VAR, acho que com a velocidade e o físico que se tornou o jogo, é difícil alguns lances o juiz definir ali na hora e tomar a decisão correta. Sem dúvida ainda vão haver erros, mas vai minimizar bastante esses lances duvidosos. Isso vai ajudar bastante. E nós só temos que ir lá e fazer nosso melhor e esperar que o pessoal do VAR interfira em lances importantes, e que seja justo e que vença o melhor".

Moisés, por último, anunciou sua permanência no Palmeiras. O atleta tinha uma proposta do clube egípcio Pyramids, mas decidiu ficar no Palmeiras: "Tá resolvido. Ontem sentei com o Alexandre e com o presidente e resolvemos que vou ficar. Eu tô feliz aqui, minha família tá feliz qui. Tive uma proposta interessante, mas acredito que não é o momento de sair. Tô bem contente aqui e quero conquistar mais títulos. É isso que pesou na minha permanência".

O Palmeiras entra em campo na próxima quinta-feira (2), para jogar contra o Bahia, pela Copa do Brasil, na Arena Fonte Nova, às 19h15.

VAVEL Logo

Sociedade Esportiva Palmeiras Notícias

há um dia
há 4 dias
há 7 dias
há 7 dias
há 9 dias
há 11 dias
há 12 dias
há 13 dias
há 16 dias
há 17 dias
há 19 dias