Confirmado como interino no Vitória, João Burse espera mudar postura do time

Treinador do Sub-23 será auxiliado por Flávio Tanajura enquanto diretoria busca o novo treinador

Confirmado como interino no Vitória, João Burse espera mudar postura do time
Foto: Maurícia da Matta/EC Vitória

Em situação difícil depois de ser goleado pelo Atlético-PR e ter o técnico Vágner Mancini demitido, o Vitória tenta se acertar para melhorar o desempenho no Campeonato Brasileiro.

Para a próxima partida, contra o Cruzeiro, no Barradão, os rubro-negros terão João Burse, técnico do sub-23, no comando da equipe e Flávio Tanajura como auxiliar. Burse comentou sobre o clima entre os jogadores, o momento do clube e que tipo de atitude esperar dos seus comandados na próxima partida.

"João Burse vai comandar com a cara dele. Tivemos poucas seções de treinamento, mas temos que colocar a cara de João Burse. Dando continuidade ao trabalho de Mancini, conhecendo os atletas, o convívio com os profissionais. São todos atletas que já vivenciei, já treinei em alguns momentos, então vai ficar fácil assimilar nossos conceitos", disse.

"O grupo se reuniu para conversar, e é o momento deles também. Seguimos com o nosso trabalho, conversamos um pouco com eles e estão motivados para reverter essa situação que estamos passando. Nós vamos contribuir para que consigamos passar para eles conceitos que acreditamos sobre futebol. Eles estão abertos para assimilar e colocar em prática", acrescentou.

A diretoria do Vitória já tentou contato com treinadores, mas os nomes de Abel Braga, Jair Ventura e Roger Machado foram descartados pelo presidente Ricardo David. Há especulações de que Zé Ricardo e Carpeggiane estejam na lista dos rubro-negros, mas Burse declarou estar concentrado apenas no seu trabalho.

"No momento não foi me passado nada. A princípio serei interino. Vou colocar meu trabalho da melhor maneira possível e para o futuro treinador vamos passar todas as informações possíveis para ele fazer um bom trabalho", comentou.