Marcelo Oliveira critica cera do Defensor e comemora vitória do Flu: "Premiou quem tentou jogar"

Treinador do Fluminense lamentou o anti-jogo praticado pelo Defensor-URU, celebrou a vantagem construída para a partida de volta mas garantiu que não tem nada definido

Marcelo Oliveira critica cera do Defensor e comemora vitória do Flu: "Premiou quem tentou jogar"
(Foto: Lucas Merçon/ Fluminense F.C.)

Na noite dessa quinta-feira (2), o Fluminense martelou até o fim e conseguiu vencer o Defensor-URU, por 2 a 0, pela partida de ida da segunda fase da Copa Sul-Americana. Uma das dificuldades para o triunfo foi o anti-jogo praticado pelos uruguaios, e o técnico Marcelo Oliveira criticou após a partida:

"Tivemos que ter calma e paciência. O tipo de jogo que eles fizeram foi até vergonhoso em certo momento. Caíram muito e sabemos que o acréscimo nunca repõe o tempo gasto. Eu joguei no Uruguai e alertei os jogadores. Fui lá como treinador também. Sabemos que é um futebol bom, técnico, com grandes jogadores, mas quando enfrentam brasileiros acham que essa forma irrita e desconcentra. Avisamos isso. O juiz aceitou muita coisa e não teve uma atuação feliz. A maior parte do tempo o Fluminense só tentou jogar futebol", afirmou.

+ Com gol olímpico de Sornoza, Fluminense vence Defensor pela Sul-Americana

Em uma partida de paciência, o Fluminense teve que ter um forte psicológico e o treinador admitiu que não foi possível manter o equilíbrio durante toda a partida, mas afirmou que quem buscou a vitória, venceu o duelo, mas o confronto ainda está aberto:

"O futebol uruguaio tem essa característica de marcação forte. Às vezes de cair, fazer cera. Nos irritamos, mas tentamos jogar. Melhoramos a jogada individual no segundo tempo e as jogadas pelos lados. Com o recuo do Sornoza para volante e a chegada do Jadson pela direita no lugar do Léo. Acho que o resultado premiou quem tentou ganhar. Mas não está nada decidido", afirmou.

Autor do golaço olímpico, Sornoza e Pedro, atacante que foi observado pela comissão técnica da Seleção Brasileira nessa noite, foram elogiados por Marcelo Oliveira. O meia equatoriano teve o gol "previsto" pelo técnico, mas não da maneira como foi:

"Foram fundamentais. Sornoza entrando na sua melhor forma. Bate bem as bolas paradas, tem o chute de fora da área. Não teve muito espaço hoje para isso. Foi importante na movimentação. Eu tinha brincado que ele faria um gol de falta, treinou muito bem, mas acabou sendo de escanteio. Foi um jogo emocionante. Precisamos muito do Sornoza. Ele é hábil, tem a bola parada. Não tenho certeza absoluta da trajetória dele no Flu. Mas vendo de longe, lembro que ele começou bem e depois teve contusões. Mas é extremamente dedicado nos treinamentos. Esse gol acaba gerando mais confiança ainda para um jogador fundamental na nossa trajetória em 2018. Pedro precisa que a bola chegue mais, mas foi importante taticamente'', destacou.

No próximo domingo às 19h, no Maracanã, o Fluminense enfrentará o Bahia, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Tricolor ocupa a 9ª posição, com 21 pontos, e pode terminar a rodada dois pontos atrás do G-6.