Eduardo Baptista demonstra insatisfação com atuação do Coritba: “Muito aquém”
Técnico criticou postura do time durante o primeiro tempo (Foto: Divulgação/Site Oficial Coritiba)

Eduardo Baptista demonstra insatisfação com atuação do Coritba: “Muito aquém”

Coxa perdeu a chance de garantir três pontos diante do Fortaleza; time ocupa o 8º lugar com 28 pontos

beatrizfabbri
Beatriz Fabbri

O Coritiba foi derrotado pelo Fortaleza por 2 a 1 neste sábado (04) no Castelão jogando pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B. Com gols de Tinga, Marcinho e Romércio, o time da casa controlou o jogo. Eduardo Baptista, técnico do Coxa, avaliou a postura do time como ruim, além da falta de imposição. 

"Começamos a jogar depois que levamos o gol, e isso não pode acontecer. Jogo ruim, uma postura nos confrontos individuais ruins e deixamos muito a desejar. A equipe está muito aquém. Em casa conseguimos pontos, o jogo de hoje foi o retrato da falta de conseguirmos jogar neste primeiro turno", disse.

Durante o primeiro e segundo tempo, o Fortaleza dominou completamente o jogo. Ederson perdeu grandes chances durante todo o primeiro tempo além de pressionar o rival, fazendo Wilson e a zaga verde trabalharem. Já no segundo tempo, conseguiram abrir o placar logo no início de jogo. No finalzinho, o Coxa diminuiu e tentou ir para cima do adversário, mas sem muito susto. Com o final de jogo em 2 a 1, o time cearense se mantém líder com 37 pontos. 

"No primeiro tempo quando tivemos a bola precipitamos, erramos passes, o Fortaleza veio para cima e ficamos jogando muito atrás. Hoje faltou muita imposição. Perdemos divididas, o adversário cresce. Conseguimos melhorar no segundo tempo e levamos os gols, mas não é desculpa pela nossa postura do primeiro tempo", analisou o treinador.

Eduardo criticou arduamente a postura do elenco por não conseguir ter "poder de criação" em jogadas. Para o comandante, no segundo turno, o trabalho terá que ser diferente.

"A Série B tem muito em confrontos individuais, temos que brigar pelas bolas, ganhando. Hoje não conseguimos nem falar em criar jogadas quando perdemos as divididas, de recuperar a bola. Hoje não podemos falar em criação se não conseguimos vencer os adversários nos confrontos de disputa de bola. Nosso segundo turno tem que ser totalmente diferente. Postura. Não podemos deixar assim, apresentar um futebol desta maneira que foi apresentado neste primeiro turno. Nós criamos este cenário. Vamos jogar em casa, mas o torcedor tem todo direito de estar triste, de cobrar. Temos que tomar atitudes, temos que mudar algumas coisas", afirmou.

O técnico também ressaltou o apoio da diretoria: "A diretoria está fazendo de tudo para das condições e estrutura. Todos estamos chateados e reverter tudo isto está nas nossas mãos. A diretoria é presente, cobra sempre, cabe a nós dar um resultado melhor. Jogadores estão chegando. Não podemos nos negar a reforçar a equipe para buscar alcançar o objetivo. Temos que ter primeiramente mudança de comportamento. Jogadores tem que entender que é um perfil de briga, de dividida. As bolas nos nossos domínios acabamos perdendo", concluiu.

O próximo confronto do Coritiba é o Sampaio Corrêa na sexta-feira (10) às 21h30 no Couto Pereira pela 20ª rodada da Série B. Já o Fortaleza enfrenta o Guarani no sábado (11) às 16h30 no Brinco de Ouro. 

VAVEL Logo

Coritiba Foot Ball Club Notícias

há 23 dias
há 23 dias
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há um mês
há 2 meses
há 2 meses
há 2 meses