Barbieri lamenta derrota do Flamengo contra Grêmio: "Faltou equilíbrio e inteligência"
Foto: Divulgação/Gilvan de Souza / Flamengo

Barbieri lamenta derrota do Flamengo contra Grêmio: "Faltou equilíbrio e inteligência"

O Treinador Rubro-Negro lamentou noite admitiu partida ruim, contudo, destacou a boa atuação de Lincoln

IzabelleFranca
Izabelle França

O atual líder do Campeonato Brasileiro teve uma noite amarga. O Flamengo foi derrotado pelo Grêmio por 2 a 0, neste sábado (4), na Arena, pela 17ª rodada do torneio. Com o resultado, a equipe carioca precisará torcer contra o São Paulo que enfrenta o Vasco neste domingo (5), para permanecer em primeiro lugar.

Após o jogo, o técnico Maurício Barbieri reconheceu que o Rubro-Negro jogou abaixo do esperado e agora o time precisa caminhar de cabeça erguida.

"Fizemos um jogo ruim, não tem como esconder isso. Por que que foi ruim? Acho que o Grêmio tentou jogar da forma que se sente mais confortável. Jogo mais viril, de força, diferente de quarta. Hoje foi feio dos dois lados. Os dois gols saíram em  erros nossos. Erramos mais e eles tiveram mais chances. Jogo muito ruim, mas seguimos firme nas competições", expressou.

O trinador ainda revelou que o número excessivo de partidas não atrapalhou o Flamengo. O que aconteceu foi a falta de iniciativa dos seus comandados.

"Nada a ver com cansaço. Todos completamente recuperados. O confronto foi para terreno de fazer jogo viril, de choque, de dar chutão, entrada dura. Não faço juízo de valor da estratégia. Faltou equilíbrio, inteligência. Pelo que começou o jogo, caminharia para o 0 a 0", explicou

Barbieri fez questão de descarta que as alterações promovidas, também não comprometeram. Segundo ele, a equipe não se adaptou ao estilo de jogo.

“O Jean Lucas é um jogador rápido e intenso. Hoje o coletivo não funcionou, aí é difícil querer que as individualidades apareçam. Não conseguimos encaixar nossa proposta. Acho que o Lincoln entrou bem, rendeu bem e trouxe coisas positivas para o jogo. Os que não vieram para o jogo a gente entendeu que teria um risco maior de se lesionarem. Há um debate sobre poupar ou não poupar jogadores. Temos que olhar as estratégias. O que definiu o jogo não foram as mudanças e sim não termos encaixado nosso jogo”, salientou.

Além do revés, o comandante comentou sobre a estreia de Vitinho como titular, no qual, não brilhou como o esperado e reconheceu que o atacante precisa de um tempo.

“O Vitinho a gente avaliou que ele entrou bem, mas sem destaque. A partida de hoje a gente entendeu que seria interessante dar volume a ele para ajudar na adaptação. Não foi o jogador que a gente sabe que ele pode ser, ele ainda vai demorar um tempo para se adaptar ao futebol brasileiro, mas é um jogador com muito potencial e que vai nos ajudar bastante”, frisou.

O Flamengo volta a campo nesta quarta-feira (8), quando enfrenta o Cruzeiro, no Maracanã, às 21h45 (de Brasília), pela partida de ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

VAVEL Logo