Rogério Ceni vibra com desempenho do Fortaleza: “Tivemos total controle”

Treinador do Leão do Pici se mostrou satisfeito com o resultado de hoje, mas não deixou de voltar a elogiar o time nos jogos anteriores

Rogério Ceni vibra com desempenho do Fortaleza: “Tivemos total controle”
(Foto: Divulgação/Fortaleza)

Líder da Série B desde o início do turno, o Fortaleza passava por um momento incomum: não conseguia vencer em casa nos últimos três jogos. Hoje, enfim, o resultado veio. 2 a 1 diante do Coritiba, com o Castelão tomado por mais de 36 mil pessoas.

Na coletiva após a partida, Rogério Ceni já começou, na primeira pergunta dirigida a ele, a  voltar a elogiar o time justamente nos jogos em que os resultados não foram positivos.

"Superior hoje? O Fortaleza jogou assim contra o Oeste, contra o Avai, contra o Atlético Goianiense. Jogos em casa, onde tivemos grande superioridade e não ganhamos por detalhes, inclusive de erros de arbitragem. Mas, dentro do Castelão, nos últimos dez jogos, tivemos total controle. Mesmo tendo perdido ou empatado algumas vezes“.

Reconstrução do ataque. Esse foi outro tema debatido por Rogério frente aos cronistas presentes na sala de imprensa. Repetidamente, o treinador vinha lamentando as ausências de jogadores como Oswaldo e Edinho, já negociados, e a do artilheiro Gustavo, que ficou e está de fora por lesão. O contexto, entretanto mudou. Ederson chegou, Marcinho passou a se destacar, e o volume do tricolor passou a se transformar em gols.

"Perdemos o Oswaldo tentando mantê-lo até o último momento. A saída do Edinho foi uma surpresa, nos pegou desprevenidos. Chegamos a fazer jogos só com uma opção de atacante. Mas hoje temos opções. Com a chegada do Ederson até o Marcinho foi ajudado. Com a volta do Gustavo, que está próxima, vamos conseguir mexer no elenco sem perder a intensidade, pois teremos sequências com jogos de intervalo de dois dias“.

Avaliação geral. Pedido para falar um pouco com aspecto geral sobre seu time dentro da competição, Rogério Ceni encheu o grupo de elogios. 

"É um um time coeso, um elenco trabalhador, bom de se trabalhar no dia a dia. Mudamos muita coisa, e mesmo sem conseguri a continuidade em alguns setores consiguimos jogadores que chegaram depois do cearense e nos ajudaram muito“.

Elogio á torcida. Com um grande público presente para ver o time jogar, Rogério Ceni finalizou a coletiva enaltecendo a força da massa tricolor. Para ele, a presença dos tricolores faz diferença até no comportamento dos jogadores dentro das quatro linhas.

"Muito legal, uma atmosfera fantástica. É uma coisa que não se explica com palavras esse sentimento. Temos só que agradecer ao torcedor, que canta, contagia a  todos, faz com que o time não pare de correr. Acredito que a forma que os nossos jogadores se dedicam também animam eles a cantarem”.